Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021
Andorinha Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Supremo nega recurso do MPF e mantém Puccinelli livre de multa

02 junho 2021 - 14h19Mariana Conte

O ministro Ricardo Lewandowiski, do Supremo Tribunal Federal, negou o recurso extraordinário do Ministério Público Federal e mantém André Puccinelli (MDB) livre da multa de R$ 10 milhões por não aplicar 12% da receita líquida em saúde em 2013. Com a decisão, o ex-governador não vai responder por improbidade administrativa por ter deixado de aplicar R$ 374 milhões naquele ano.

O objetivo da Procuradoria Geral da República era manter o recebimento da ação por improbidade administrativa pela 4ª Vara Federal de Campo Grande. No entanto, a 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, pelo placar de 2 a 1, acatou pedido do emedebista e determinou o arquivamento da denúncia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Crescimento
MS tem 37,9 mil trabalhadores formais a mais que antes da pandemia
Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Meio Ambiente
Sanesul é cobrada para eliminar descarte de lodo na região do Porto Geral
Benefício
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário
Infraestrutura
Recuperação de galeria no bairro cervejaria é urgente
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em queda acidental
Inédito
Bonito recebe primeiro voo em conexão direta com Congonhas nesta quinta-feira (02)
Habitação
Decreto regulamenta projeto Lote Urbanizado e cria novas regras e prazos
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos
Jovens Empreendedores
Alunos de Escolas Municipais de Porto Murtinho expõem produtos desenvolvidos em sala

Mais Lidas

Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Homenagem
Rodovia MS 228, em Corumbá, recebe o nome do pecuarista Dalci Vicente Sebben
Governo
Autorizados concursos públicos para Iagro e Sedhast com 180 vagas
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos