Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Andorinha Abril
Andorinha Abril
Geral

“Somente obra da escadaria da catedral está paralisada”, informa Iphan

19 outubro 2016 - 12h11Gesiane Medeiros

Apenas parte da obra da catedral de Nossa Senhora da Candelária está paralisada, devido intervenção do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), segundo informações da chefe do escritório técnico de Corumbá, Edivânia Freitas, o projeto da escadaria não estava incluído no original apresentado, por isso foi solicitada a paralisação da intervenção da escadaria, apenas, até que o projeto seja apresentado e aprovado pelo corpo técnico do órgão, conforme portaria 420/2010.

As demais partes da obra, como o conserto do telhado e do forro continuam sem alteração no cronograma. A reforma da catedral, que foi interditada pela Defesa Civil em junho, quando parte do forro caiu, faz parte do PAC das Cidades Históricas e apesar de ainda não ter recebido a verba do governo federal, segue com dinheiro doado pelos fiéis (R$ 90 mil) e uma contra partida do município de R$ 76 mil. A expectativa é que a catedral seja entregue reformada no início de fevereiro de 2017.

Os planos são da catedral está pronto em fevereiro de 2017. Foto: PMC

?Sobre o telhado original encontrado

Edivânia Freitas, afirma que “durante as obras verificou-se que foi construído um novo forro abaixo do original. O forro mais recente será restaurado e o original ficará como testemunho”, a chefe do escritório técnico de Corumbá indica que esse achado é de valor histórico imensurável para a cidade. “É importante salientar que, o que se deve considerar é o valor histórico da edificação como um todo”, diz Edivânia.

A Catedral de Nossa Senhora da Candelária, considerada a igreja mais antiga do estado, não é tombada a nível Federal, atualmente é considerada como a chamada "área de entorno". Mas Edivânia afirma que “existe um de estudo do processo de tombamento do Conjunto Histórico, Arquitetônico e Paisagístico de Corumbá. O projeto propõe uma rerratificação da poligonal de tombamento do Conjunto, com a inclusão na poligonal do tombamento da Praça da República e do conjunto de edificações que a compõe, sendo todas de excepcional importância histórica para a cidade”. O Iphan acompanha a obra da catedral de perto, com visitas técnicas semanalmente.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte
Coudet salva campeonato do Celta de Vigo e ganha destaque como treinador
JUSTIÇA
181 é ferramenta para denuncia anônima em Mato Grosso do Sul
EDUCAÇÃO
Reforma de escolas municipais é solicitada por vereador durante sessão da Câmara
ESPORTE
Vereador sugere transformar o Marina Gattass em espaço para esportes radicais
LÍNGUA DE SINAIS
Projeto de Lei obriga instituições a disponibilizar intérpretes de Libras na cidade
ECONOMIA
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em agosto
COVID-19
Polícia investiga empresa por fraude em oferta de vacina
CIDADE
Prefeito decreta luto oficial de três dias pelo falecimento de Dom Martinez
POLICIAL
PM de Corumbá prende foragido da justiça e apreende arma branca
POLICIAL
Homem é preso por porte de drogas no bairro Popular Nova

Mais Lidas

POLÍTICA
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
MUDANÇAS NO CTB
Nova Lei abranda infração para motociclistas sem viseira ou óculos de proteção
GERAL
Vereador solicita recuperação da 21 de Setembro, após intervenções da Sanesul
SEGURANÇA
Tiradentes: no dia do patrono das polícias, Governo destaca investimentos na segurança