Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Sindivest reúne empresários para apresentar sistema de controle de produção na confecção

20 julho 2018 - 08h57Kamilla Marques

Com o objetivo de fortalecer a indústria do vestuário de Mato Grosso do Sul e garantir sua competitividade, o Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul) reuniu, nesta quinta-feira (19/07), na Incubadora Sindical da Fiems, em Campo Grande (MS), os empresários do segmento para uma apresentação sobre o Sistema de Controle de Produção para Confecções Vestillo, baseado em uma metodologia que visa tempo padrão, chão de fábrica, cupom de produção, eficiência e produtividade.

Segundo o presidente do Sindivest/MS, José Francisco Veloso Ribeiro, a Indústria 4.0 já é uma realidade e as empresas precisam se atualizar com relação às novas tecnologias. “Por isso, os sindicatos do segmento do vestuário no Estado têm se empenhado para buscar novos produtos e serviços para as indústrias do Estado. A proposta hoje é apresentar um software de gestão que apresenta resultados práticos para a empresa, gerando economia nesse ambiente de negócios digitais”, afirmou.

Na avaliação do gerente do Senai Empresa, Thales Maurício Fernandes Saad, qualquer ferramenta que venha para agregar valor aos negócios é bem-vinda. “Gestão hoje em dia é um diferencial com relação à sobrevivência e crescimento no mercado, então é inevitável que as empresas busquem ferramentas tecnológicas para ter um melhor controle de produção e, consequentemente, melhorar a competitividade”, salientou.

O diretor-comercial da Vestillo, Kleber Tavares, explicou que a ideia é mostrar aos empresários de Mato Grosso do Sul uma solução, que hoje já está implantada há 15 anos no polo de Nova Friburgo (RJ) e é bem diferenciada no que diz respeito a controle de processos produtivos visando à área de confecção. “Nosso diferencial é o tempo padrão, que substitui o critério da cronoanálise e cronometragem porque já temos um banco de dados padrão. Estudamos a indústria e determinamos o tempo padrão. Nós garantimos que o empresário terá duas opções: em uma confecção de dez costureiras ele pode ter a mesma produtividade com nove ou ter as dez costureiras e aumentar a produtividade, ou seja, ele vai economizar de qualquer jeito”, detalhou.

Para o empresário Cláudio Salomão, da Íris Compressiva, o sistema traz a vantagem de conhecer os custos do processo seletivo. “Isso é fundamental para você saber o seu custo de produção e o custo que deve ter o produto final na hora de vender para o seu cliente e faz toda a diferença para a indústria. Hoje nós vemos muitas empresas que vendem muito, mas não tem parâmetros para saber quanto custou essa produção e acabam perdendo dinheiro”, comentou.

Já o empresário Antonio Morgado Ferreira, da Ki Bela, as indústrias precisam buscar cada vez mais se atualizar e buscar ferramentas tecnológicas que auxiliem no seu processo produtivo. “Eu acho que um sistema como o que foi apresentado aqui hoje é muito importante para as indústrias de modo geral. Já estou buscando um software nesse sentido que me dê mais controle da minha produção e acho que o Sindivest/MS trouxe para nós, do segmento do vestuário, uma boa proposta”, finalizou. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19