Menu
sábado, 06 de março de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Setembro Amarelo: Combate ao suicídio tem desafios da conscientização e subnotificação

01 setembro 2020 - 08h16Bruno Chaves Portal MS

O mês de setembro começa nesta terça-feira (1º) com parte de seus dias dedicados à conscientização da população sobre a prevenção do suicídio. Rodeado de tabus, o tema é complexo até entre profissionais da saúde. Por isso, desde 2014 é realizada em todo o País a campanha Setembro Amarelo, encabeçada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).

Este ano, Mato Grosso do Sul fará um seminário de capacitação para profissionais da área totalmente on-line. Isso por causa da pandemia de coronavírus, que impossibilita eventos presenciais. Com programação organizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), o seminário nos dias 8, 9 e 10 vai reunir 240 participantes, entre psicólogos, médicos e enfermeiros, em torno das ações de combate ao suicídio.

De acordo com a Rede Psicossocial da SES, 263 pessoas morreram no ano passado em Mato Grosso do Sul por atentarem contra a própria vida. No mesmo período, 3.370 pacientes foram atendidos em unidades de saúde por tentativa de suicídio. A situação é grave, avalia a gerente-técnica da Rede Psicossocial, Michelle Scarpin, e precisa ser discutida não só com a comunidade, mas também entre os profissionais.

“Existe subnotificação em relação à tentativa de suicídio. Muitas vezes, os profissionais têm dificuldade em preencher as fichas de atendimento. Isso principalmente em municípios pequenos, onde já existe uma situação em que familiares preferem não levar o paciente para o atendimento por pensarem que a notificação vai gerar uma ficha policial”, destaca a gerente-técnica da Rede.

Para ela, a subnotificação dificulta o desenvolvimento de políticas públicas. “Quando não temos dados completos, nossas ações não conseguem ser 100% efetivas”, diz Michelle. Por isso, o trabalho de capacitação de profissionais, especialmente entre os que integram o Sistema Único de Saúde (SES), é um dos focos de atuação da Rede Psicossocial da SES. Outro eixo de atividade é a conscientização das pessoas.

Entre os fatores de risco para o ato estão as doenças mentais, as condições de saúde limitante e aspectos psicológicos e sociais. Identificar quem é vulnerável ou tem risco para o suicídio é um dos grandes desafios para a sociedade e todos devem ficar atentos. “É muito importante dizer para quem está passando por uma situação difícil procurar ajuda”, afirma a gerente-técnica da Rede Psicossocial.

Seminário

Já com 240 participantes confirmados, o “Seminário Rede de Atenção Psicossocial e Suicídio - Falando em promoção, prevenção e recuperação” objetiva o fortalecimento da atenção psicossocial. Durante os dias do encontro serão desenvolvidas temáticas para promover a saúde, por meio de oficinas de prevenção ao suicídio e métodos de cuidados na pósvenção.

Entre as temáticas que serão debatidas, ganham destaque abordagens sobre os impactos da pandemia de coronavírus no agravamento à saúde mental; as estratégias de intervenção na ideação suicida em adolescentes; as redes de cuidado para o sofrimento mental; a vigilância como ação de cuidado e proteção; e a saúde mental no ambiente de trabalho.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
OPORTUNIDADE
Receita Federal abre vagas de estágio em Corumbá
CULTURA
Eleitos os representantes não governamentais para o Conselho de Cultura do município
SEGURANÇA PÚBLICA
Em MS, Senad defende proposta de agilizar leilões de bens do crime organizado
POLICIAL
Bandidos armados usam carro oficial do Governo de MS para roubar casal na Afonso Pena
GERAL
Mãe é detida após espancar bebê de 9 meses com pedaço de madeira em cidade de MS
ESPORTE
Estadual de Futebol 2021 prossegue com mais quatro partidas neste fim de semana
SAÚDE
Redução de testa: Dermatologista de MS explica sobre melhores formas de tratamento
GERAL
Mulher tem bebê em casa e bombeiros prestam atendimentos
SAÚDE
Endometriose pode afetar 10% das mulheres brasileiras

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é preso por roubo na forma tentada no bairro Maria Leite
POLICIAL
Em Corumbá três são presos com mandado de prisão em aberto
INCÊNDIO
Consultório Odontológico pega fogo no Maria Leite
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por violência doméstica no Dom Bosco