Menu
sábado, 15 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Servidores da Educação de Ladário protestam por reajuste salarial

25 novembro 2016 - 11h12Gesiane Medeiros
Professores gritavam por reajuste. Foto: CDP

Quase 100 manifestantes, entre profissionais da educação e alunos do município, se reuniram a frente do prédio da Prefeitura de Ladário para reivindicar reajuste salarial, que esta em negociação  entre o sindicato e o município, desde de abril deste ano. De um lado, sindicalistas e manifestantes apontam descaso da prefeitura no cumprimento do que já foi acordado entre as partes, do outro, a prefeitura afirma está impossibilitada de liberar o feito por motivos legais. 

Professora Magda é servidora há 13 anos. Foto: CDP

O protesto, apoiado por alunos da Rede Municipal de Ensino (REME) iniciou por volta das 9 horas. Professores e demais profissionais da educação pediam que o prefeito liberasse o reajuste de 15% prometido por ele, em abril desde ano. Segundo Magda Chalega, servidora municipal há 13 anos, membro do sindicato, “a negociação está rolando desde o início do ano, para que seja liberado o reajuste do piso salarial estabelecido em 11,36%. Em julho o prefeito fez uma reunião com os diretores da REME e afirmou que daria 15% em nossa data base, estabelecida para outubro, porém semana passada ele se reuniu com o presidente do sindicato e disse que a prefeitura não terá condições de liberar o reajuste. Sabemos que não pode dar além, mas pelo menos o índice inflacionário, de 9,8%, ele poderia liberar”, aponta a professora.

O prefeito José Antônio Assad e Faria, compareceu no protesto e dialogou com os manifestantes. Inicialmente foi recebido com vaias e certa rebeldia, por aqueles que se sentem injustiçados, mas não demorou muito para que o diálogo fosse estabelecido, mesmo que a fala do prefeito não tenha sido entusiasmante. José Antônio legitimou e parabenizou a todos pelo ato de manifestação do direito ao reajuste salarial, mas afirmou que por Lei, não pode gerar dívidas para próxima gestão, “a prefeitura está preparada para pagar o índice inflacionário de 9,8%, conforme acordei com o professor Celso, presidente do sindicato, porém há uma série de restrições por conta do ano eleitoral, que nos impede de liberar qualquer reajuste nesse período do ano. Não foi possível liberar o percentual em abril porque estava fora da data base, o que foi estabelecido para outubro, e agora buscamos um parecer para efetivar o reajuste”, explica o prefeito que justifica a não liberação por impossibilidade legal.

Prefeito José Antônio, afirmou que está buscando uma solução. Foto: CDP

José Antônio se comprometeu em continuar buscando solução para o problema, desejou uma boa manifestação a todos e se retirou, novamente ao som de algumas vaias dos descontentes profissionais da Rede Municipal de Educação de Ladário. 

A organização do protesto agendou uma nova manifestação para a parte da tarde de hoje.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
Jovem de 19 anos morre após subir em capô de carro e namorado bater em poste na Capital
GERAL
Começa a valer hoje nova política de privacidade do Whatsapp
GERAL
Detran-MS continua mutirão de renovação de CNH com EAR neste sábado
GERAL
Cuidados com a pele devem ser redobrados como inverno
ESPORTE
Final do Cariocão 2021 começa neste sábado com o clássico Fla x Flu
SAÚDE
Saúde reforça a importância dos cuidados de biossegurança
GERAL
Sorteio da Mega-Sena deste sábado tem prêmio estimado em R$ 33 milhões
GERAL
Pesquisadores alertam para riscos de crianças expostas a telas
CORONAVÍRUS
Alerta Covid: Casos confirmados e internações continuam crescendo
CULTURA
Semana Nacional de Museus terá lançamento de livros sobre Patrimônio de Corumbá

Mais Lidas

POLICIAL
Polícia Federal apreende 280 Kg cocaína na parte alta de Corumbá
VACINAÇÃO
Poliesportivo está aberto para repescagem e aplicação de segunda dose da vacina da Covid-19
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Bombeiros socorrem vítimas de colisão de carros no Centro
OPORTUNIDADE
IEL tem 91 vagas de estágio para Campo Grande, Camapuã e Corumbá