Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Senai prorroga período de matrículas para cursos técnicos em 11 unidades do Estado

01 agosto 2019 - 09h45Kamilla Marques

As unidades do Senai em Aparecida do Taboado, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Rio Verde, Sonora e Três Lagoas prorrogaram para o dia 23 de agosto o prazo final de matrículas para 14 cursos técnicos de nível médio na modalidade presencial e oito cursos técnicos de nível médio na modalidade a distância. As aulas terão início no dia 28 de agosto e as matrículas podem ser realizadas nas secretarias das unidades.

Na modalidade presencial, os cursos disponíveis são de técnico em mecânica, técnico em química, técnico em edificações, técnico em eletrotécnica, técnico em administração, técnico em manutenção automotiva, técnico em eletroeletrônica, técnico em design de móveis, técnico em segurança do trabalho, técnico em logística, técnico em modelagem do vestuário, técnico em automação industrial, técnico em biotecnologia e técnico em celulose e papel. Esses cursos estão distribuídos nas unidades de Aparecida do Taboado, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Rio Verde, Sonora e Três Lagoas.

Já na modalidade a distância, os cursos são de técnico em segurança do trabalho, técnico em eletrotécnica, técnico em química, técnico em edificações, técnico em automação industrial, técnico em eletroeletrônica, técnico em manutenção e suporte em informática e técnico em logística. Para essa modalidade, os cursos estão distribuídos nas unidades de Aparecida do Taboado, Campo Grande, Escola da Construção, Dourados, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Rio Verde e Três Lagoas.

Matrículas

Segundo o diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, as formações ofertadas buscam elevar a competitividade da indústria sul-mato-grossense. “O ensino de nível técnico faz parte da nossa estratégia de qualificação de mão de obra. Acreditamos sempre nas oportunidades em cada vez mais podermos desenvolver profissionais com estrutura técnica forte no intuito de fortalecer a indústria estadual”, destacou.

Os documentos necessários na hora da matrícula são: foto 3x4 recente, carteira de identidade ou CNH (original e cópia), CPF ou declaração da Receita Federal (original e cópia), histórico escolar do Ensino Médio ou documento comprovando que o interessado está cursando a etapa de ensino tida como requisito (original e cópia) e comprovante de residência atualizado.

Somente terá a matrícula confirmada o candidato que que tiver concluído ou comprovar estar regularmente matriculado no Ensino Médio e realizar o pagamento da primeira mensalidade do curso no período de três dias úteis posterior a data de matrícula. O pagamento da mensalidade poderá ser efetuado no setor financeiro das unidades operacionais do Senai por meio de cartão de crédito ou débito ou em instituição bancária por meio de boleto bancário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida