Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Senador eleito é réu em ações de improbidade de mais de 2 bilhões de reais

15 dezembro 2018 - 11h09Sylma Lima

Foram diplomados na sexta-feira (14) os eleitos para os cargos de deputados federal, deputado estadual, senadores ( e suplentes), governador, os quais exercerão os mandatos por 4 anos, exceto os dois senadores eleitos que terão mandatos de 8 anos.

O senador eleito Nelson Trad Filho responde a vários processos de improbidade administrativa de quando era prefeito da Capital. São ações referentes a suspeita de fraude em licitações no serviço de tapa-buraco, dentre outras, com envolvimentos de empresários do setor de construção civil, aluguéis de máquinas, empresa de lixo Solurd, etc.

Só numa ação de improbidade administrativa de nº 0905590-27.2017.8.12.0001, o valor da ação proposta pelo Ministério Público é de mais de um bilhão de reais, num total exato de R$ 1.043.371.984,06. Nesta ação de improbidade além de Nelson Trad, tem mais 27 pessoas com réus responde a ação: Acir Magalhães, empresa Usimix Ltda, empresa Alfastec Tecnologia em Alfasto Ldta, Bertholdo Figueiro Filho, Diferencial Serviços e Construções Ltda, Douglas Jara, Elias Lino da Silva, Equipe Engenharia Ltda, Fátima Rosa Cota Moral de Oliveira, Ivane Vanzela, João Antonio de Marco, João Carlos de Almeida, João Parrom Maria, João Valter de Vasconcelos, Marcela Lima Cunha, Michel Issa Filho, Múcio José Ramos Teixeira, Neli Hatsuco Oshiro, Paulo Roberto Álvares Ferreira, Rosmany Scaff Fonseca, Sandro Beral, Semy Alves Ferras, Sylvio Darilson Cesco, Therezinha Azambuja Ferreira, empresa Unipav Engenharia Ltda, Valtemir Alves Brito e Almir Antônio Diniz de Figueiredo.

O senador eleito, e ex-prefeito da capital Nelson Trad Filho, responde a outras ações milionários de improbidade administrativa junto com outras pessoas, políticos e empresários, e praticamente todos são processos por suspeitos de fraude em licitações em serviços de tapa-buracos quando o mesmo era prefeito de Campo Grande.

As ações são complexas devido ao grande número de réus denunciados e poder levar anos para a sentença final, o que poderia cassar o mandato de Nelson Trad, caso fosse condenado a suspensão dos direitos políticos.

No site do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul é possível verificar que o senador eleito Nelson Trad responde a vários processos de improbidade com outras pessoas com valores milionários em ações propostas pelo Ministério Público, que variam entre 4 milhões ( processo 0905610-18.2017.8.12.001), 16 milhões ( processo 0901340-48.2017.8.12.0001), 22 milhões ( processo 0901330-04.2017.8.12.001), 100 milhões ( processo 0900202-12.2018.8.12.001), 91 milhões ( processo 0908015-61.2016.8.12.0001, 128 mil ( processo 090685-76.2017.8.12.0001), 400 mil ( processo 0905597-19.2017.8.12.0001), 145 milhões ( processo 0901037-34.2017.8.12.0001), 165 milhões ( processo 0900687-46.2017.8.12.0001), 183 milhões ( processo 0900817-36.2917.8.12.0001), 204 milhões ( processo 090075.40.2017.8.12.0001), 290 milhões ( processo 0901288-52.2017.8.12.0001), 369 milhões ( processo 0900511-67.2017.8.12.001.

Nelson Trad também responde ação penal por Associação Criminosa por suspeito de envolvimento no esquema fraudulento quando da cassação do ex-prefeito da Capital Alcides Bernal e ações de improbidade na Justiça Federal de Mato Grosso do Sul.

Os deputados estaduais diplomados na data de ontem foram: Lucas de Lima, Evander Vedramini, Antônio Vaz, João Henrique Mirada, Gerson Claro, Pedro Kemp, Herculano Borges, Roberto Razuk Filho, Londres Machado, Cabo Almir, Eduardo Rocha, Márcio Fernandes, Professor Rinaldo, José Carlos Barbosa (Barbosinha, Marçal Filho, Coronel David, Onevan de Matos, Paulo Correa, Felipe Orro, Lídio Lopes, José Teixeira, Renato Câmara, Capitão Contar, Jamilson Name.

Deputados federais diplomados: Fábio Trad, Humberto Rezende Pereira, Tereza Cristina, Vander Loubet, Luis Ovando, Dagoberto Nogueira, Loester Carlos Gomes de Souza, Rose Modesto.

Senadores: Soraya Vieira Thronicke e Nelson Trad Filho.

Governador: Reinaldo Azambuja, reeleito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19