Menu
terça, 26 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Semana nacional de controle às leishmanioses terá programação especial em Corumbá

11 agosto 2020 - 14h20Natália Capilé Ascom PMC

Entre os dias 10 e 15 de agosto a Secretaria de Saúde está realizando uma programação especial em virtude da “Semana Nacional de Sensibilização e Conscientização a Leishmaniose Visceral Humana e Reservatório Animal”. O objetivo é de informar e mobilizar a população para a prevenção e o controle das leishmanioses, evitando assim maior disseminação e seus impactos sociais, econômicos e psicológicos.

A semana ocorre neste período, pois dia 10 de agosto é o conhecido como “Mês de Combate à doença”. Com 50 mil a 90 mil novos casos em todo o mundo a cada ano, a doença causa febre, perda de peso substancial, inchaço do baço e do fígado e anemia e pode ser fatal se não for tratada. Para se ter ideia, a doença afeta mais de 3.500 pessoas por ano no Brasil e para cada humano afetado, a estimativa é que haja 200 cães infectados, segundo o Ministério da Saúde.

O Centro de Controle de Vetores, Educação em Saúde do CCV, estará na realizando orientações Educativas de Prevenção e distribuindo Kit de Prevenção, conforme cronograma abaixo:

Dia 10/08/2020 UBS Aeroporto
Dia 11/08/2020 UBS Fernando Moutinho
Dia 12/08/2020 UBS Jardim dos Estados

Dia 13/08/2020 UBS Popular Velha

Todas as Atividades serão realizadas de acordo com as orientações referentes a Pandemia Covi-19, com o apoio da SEINFRA, SANESUL, MEIO AMBIENTE e CCZ.

Quais são os sintomas da Leishmaniose Visceral?

A Leishmaniose Visceral é uma doença infecciosa sistêmica. Os principais sintomas da doença são:

  • febre de longa duração;
  • aumento do fígado e baço;
  • perda de peso;
  • fraqueza;
  • redução da força muscular;
  • anemia.

Como a Leishmaniose Visceral é transmitida?

A Leishmaniose Visceral é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui, dentre outros. Estes insetos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha e, em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas.

A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi, causador da Leishmaniose Visceral.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nova Corumbá
Foragido é preso com diversos itens suspeitos na mochila
Presente Inesperado
Policiais Militares de Corumbá fazem surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM
Reivindicação
Vereadores pedem retorno das aulas presenciais na Rede Municipal
Representatividade
Sancionada Lei que institui o Prêmio Zumbi dos Palmares em Corumbá
Péssimas Condições
Morte de motorista na BR 262 é mais um alerta para o perigo do tráfego na rodovia
Campo Grande
Casa Rosa: atendimento integrado contra o câncer de mama inaugura em novembro
Ainda sem data
Problemas na aeronave do Exército suspende vacinação contra Covid no Taquari
R$ 9,3 milhões
Cinco bairros são beneficiados por obras no saneamento em Ladário
Parceria
Projetos do IFMS irão transferir tecnologia a escolas públicas
Investimento em Educação
MS recebe mais de R$ 4 milhões do governo federal para expandir Ensino Médio em tempo integral

Mais Lidas

Denúncia
Sem resposta, passageira recorre a rede social para reclamar da Buser
Acidente
Rapaz sofre fraturas após ser atropelado na saída da quermesse em Ladário
Mundo Novo
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de arma de grosso calibre
Procurados
Membros do PCC presos na fronteira com MS são entregues à polícia brasileira