Menu
domingo, 19 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Segunda quinzena de maio começa com temperaturas amenas no MS

13 maio 2019 - 09h02Portal do MS

A semana poderá começar com céu Nublado a parcialmente nublado com possibilidade de chuva nas regiões norte e bolsão; as demais áreas poderão ter céu nublado a parcialmente nublado e com baixa expectativa de chuva.

O destaque desta semana é em relação as temperaturas que ficarão amenas devido a massa de ar seco de origem polar que estará atuando sobre o Estado. Conforme o INMET a semana poderá iniciar com variação de entre 11 a 28 graus e na capital 15 a 25 graus.

A meteorologia estima que o frio só dará o “ar da graça” na segunda quinzena do mês maio, mas não será uma queda brusca. “O sul-matogrossense começa a sentir o frio, somente em meados de junho”, diz a coordenadora do CEMTEC/MS, Franciane Rodrigues.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Queimadas
Bombeiros abrem aceiro na vegetação seca para deter incêndios do Pantanal
Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Programação
Criançada aprende a usar cores primárias na oficina do Sesc deste sábado
Retomada
UEMS lança Guia de Retorno de Atividades Presenciais
Salve Vidas
Para repor estoques de O-, O+ e A+ Hemosul da capital abre o dia todo neste sábado
Tempo
Sábado de sol, calor e tempo seco em todo Estado
Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta