Menu
sábado, 17 de abril de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Rose diz que governo não abre mão da termoelétrica de Ladário e vai investir pesado nos municípios

25 janeiro 2017 - 09h47Sylma Lima
Rose Cumpre agenda extensa em Corumbá e Ladário. Foto: Sylma Lima

Com atraso de 30 minutos do horário previsto,  a governadora em exercício de Mato Grosso do Sul (MS), Rose Modesto, e o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, desembarcaram no Aeroporto Internacional de Corumbá, na manhã desta quarta-feira (25).

Na agenda estão diversas vistorias de obras do governo estadual que estão em andamento. Em seguida eles seguem para Ladário onde tratam de assuntos relacionados a liberação da licença para construção de uma termoelétrica orçada em R$ 900 mi e que vai gerar 500 empregos diretos e 2 mil indiretos para o município. Durante a coletiva Rose disse que o governo não vai abrir mão da termoelétrica e que agora estão em fase de projeto para garantir proteção ao meio ambiente e liberação da licença ambiental definitiva.

A comitiva visita o conjunto Padre Ernesto Sassida, construído na administração passada, mas que não oferece nenhuma infraestrutura aos moradores causando alagamentos e transtornos às famílias contempladas com os imóveis. Rose disse que o governo quer priorizar obras de infraestrutura em Corumbá, como o asfalto do referido conjunto, e prosseguir com recapeamento de várias ruas cujo aporte do governo estadual é de R$ 4,9 milhões. A governadora salientou que que mesmo diante da crise o governo tem mostrado obras e investimentos, “hoje nós viemos aqui para discutir sobre projetos na gestão do atual prefeito, como de esgoto, saneamento e pavimentação. Temos as prioridades dos prefeitos a atender e discutir as necessidades da população daqui para frente” .

Governadora em exercício visitou obras no bairro Maria Leite. Foto: Carlos Silva

Termoelétrica

Quanto a termoelétrica ela disse que ontem foi dado um passo muito importante, o da licença para implantação, “e o governo não vai abrir mão desse investimento de quase R$ 1 bi, que vai gerar além dos empregos diretos 2 mil indiretos. Não vamos deixar morrer este sonho, firmamos um acordo com a empresa de respeitar o meio ambiente e que todo o projeto esteja de acordo com as leis ambientais. Uma das conversas de hoje é sobre a reativação do porto de Ladário (Ahipar) e vistoriar a Sanesul que já investiu cerca de R$ 40 milhões, além de outros que virão para a empresa. Não podemos passar por essa administração e não dar um passo no fortalecimento da concessionária para atender a parte alta da cidade. Trabalhando com parcerias, e braços estendidos para alcançar nossos objetivos. Vamos equipar e capacitar com qualidade os homens e mulheres que tocam esta empresa tão importante. Estamos tendo ajuda dos nossos parlamentares”.

Sobre a crise, Rose Modesto afirmou ao Capital do Pantanal que o governo fez escolhas, “e trabalhamos respeitando a vontade popular. Nosso dinheiro rende mais porque Azambuja tem pulso firme, não tem cheiro de corrupção, e prioriza onde mais precisa” , disse a governadora em exercício enfatizando que uma das primeiras atitudes do governo foi investir na saúde e que a caravana supriu esta deficiência, “agora nosso objetivo é reestruturar o hospital de Corumbá com 36 novos leitos e aumentar o convênio para que aqui se faça mais cirurgias eletivas e também descentralize a saúde reativando o hospital do câncer na cidade. O povo que mora aqui precisa ser atendido aqui sem precisar se deslocar para a Capital” .

Rose conferiu investimento do governo de mais de R$ 68 milhões nas obras da Sanesul em Corumbá. Foto: Carlos Silva

Em água e esgoto serão investidos R$ 52,1 milhões de recursos federais e estaduais. A empresa de saneamento do Estado, Sanesul, aplica R$ 68,3 milhões em serviços de implantação de rede coletora de esgoto e construção de reservatórios. 

Em Ladário, Rose e Miglioli vistoriam obras de recapeamento em diversas ruas da cidade. A intervenção está 65% executada e tem investimento R$ 1,6 milhão. A visita deve iniciar às 11h.

Além desse empreendimento, Ladário conta com obras de ampliação do esgotamento sanitário (R$ 5,5 milhões); implantação de rede coletora de esgoto e ampliação do sistema sanitário (R$ 8,1 milhões, entre recursos da Sanesul e federais).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
SES lança serviço de consulta a resultados de exames da Covid-19 no próprio site
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Cassems realiza Assembleia Geral Ordinária para prestação de contas no dia 22
GERAL
UFGD e Prefeitura de Ladário querem ampliar projetos na Base Baía Nega
ACESSIBILIDADE
Projeto de Lei obriga símbolo do TEA em placas de atendimento prioritário
GERAL
Prazo para preenchimento do PGDI começa nesta quinta-feira
DIREITOS HUMANOS
Agressões contra crianças aumentaram na pandemia, diz especialista
GERAL
Projeto de Lei prevê publicação de lista de espera de procedimentos médicos na internet

Mais Lidas

COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
OPERAÇÃO
Polícia Federal investiga fraude em Concurso Público
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos