Menu
quinta, 21 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Quinta-feira de 40ºC e baixa umidade do ar em Corumbá

27 agosto 2020 - 07h44Mireli Obando do Portal MS com adaptações de Gesiane Sousa

O tempo segue firme em Mato Grosso do Sul (MS) com destaque, nesta quinta-feira (27), para as elevadas temperaturas que devem atingir o Estado, especialmente nas cidades da região pantaneira. 

A estimativa do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) é de céu claro a parcialmente nublado em todas as regiões. Não há expectativa de chuva.

A meteorologia indica que as temperaturas podem chegar aos 40°C nesta quinta. A mínima prevista para o Estado é de 13°C. Campo Grande também terá dia ensolarado com variação estimada entre 21°C a 35°C. Corumbá atige a máxima de 40ºC. 

As condições de tempo contribuem para que a umidade do ar fique baixa durante à tarde. Os índices poderão variar entre 85% a 15%, considerado estado de alerta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A recomendação é ingerir bastante água, umidificar ambientes, evitar aglomerações e exposição direta ao sol, além de usar soro fisiológico nos olhos e narinas.

Próximos dias

A semana terá influência de um anticiclone de níveis médios que contribui para a manutenção do tempo seco, resultando na diminuição da umidade relativa do ar em grande parte das regiões centro-oeste, sudeste e interior do nordeste do Brasil. 

Ao menos até o dia 10 de setembro não há expectativa de chuva para o Estado, de acordo com o Cemtec. As condições climáticas acendem o alerta para o risco de queimadas urbanas e florestais que podem iniciar por uma tentativa de eliminar lixo em terrenos baldios com fogo ou até mesmo por bitucas de cigarro descartadas na vegetação. 

Além de prejudicar o meio ambiente, a saúde é outro fator afetado pela poluição do ar decorrente dos incêndios. Problemas respiratórios como, bronquite, asma, sinusite e rinite, nariz entupido, rouquidão, tosse alérgica, conjuntivite, irritação nos olhos e garganta, alergia e vermelhidão na pele, e doenças cardiovasculares, estão entre os problemas mais frequentes, e que se agravam em decorrência da fumaça.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

11.817 mil testes analisados
Estudo da Janssen na região de fronteira mostra eficácia de 50% da vacina e redução de 90% em óbitos
Oportunidade
Inscrições abertas para concurso público de procurador do Estado, com salário de R$ 25 mil
Agenda Política
Presidente Regional do Democracia Cristã visita cidades do interior de MS
Retomada da Economia
Setor de bares e restaurantes aumenta as contratações e retoma movimento
246 quilos de cocaína
Dracco assume investigação da queda do helicóptero do tráfico em Ponta Porã
Dois brasileiros foram presos
Denunciado por participação no roubo de aeronaves em Aquidauana é preso na Bolívia
Imunização
Veja quem pode se vacinar contra Covid em Corumbá nesta quinta e sexta
Corumbá
Casal é levado para delegacia após bebedeira e briga
Recurso
Vereador questiona uso do duodécimo do legislativo repassado para Santa Casa em 2020
Controle de dados
Sistema de cadastro aos imigrantes vai subsidiar programas e ações do governo

Mais Lidas

Qualificação
Ministério da Educação anuncia formação para professores da educação infantil
Previsão Meteorológica
Tempo fica firme, mas nova frente fria promete mais chuva para o final de semana
Acidente de Trânsito
Mulher sofre fratura na perna em queda acidental de moto
Destaque
Vereador pede fim do toque de recolher e do uso de máscara em ambientes abertos