Menu
sábado, 08 de agosto de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Andorinha - medidas preventivas
Geral

Queda no preço da arroba do boi não chega aos açougues

10 dezembro 2019 - 10h07Súzan Benites

Após consecutivas altas, a arroba do boi gordo apresentou queda nas primeiras semanas de dezembro. Conforme dados da Scot Consultoria a arroba do boi gordo é cotada a R$ 187 nesta segunda-feira (9), enquanto no dia 29 de novembro o valor praticado em Mato Grosso do Sul era de R$ 207 a arroba, queda de10,52% em pouco mais de 10 dias. Apesar da queda no preço da arroba, os açougues e supermercados de Campo Grande não reduziram os preços para o consumidor final.

De acordo com a economista Adriana Mascarenhas o mercado é muito cíclico e varia conforme a demanda de oferta e procura. “A partir do momento que a carne sobe muito o consumidor tem essa tendência de buscar uma proteína de menor valor. Eu acredito que o consumo reduziu, o que aumentou a oferta e o mercado vai se ajustando”.

Conforme informações do Estadão Conteúdo, o  presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, que o preço da carne no mercado brasileiro deve cair. Bolsonaro justificou a alta pela entressafra. “É natural nessa época do ano a carne subir por volta de 10%. Subiu um pouco mais, tendo em vista as exportações”, disse o presidente.

O presidente e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina Dias, participaram de uma transmissão nas redes sociais na manhã desta segunda-feira. A ministra, de acordo com o Estadão Conteúdo, disse que a alta para os preços da carne bovina é temporária. “O senhor pode garantir à população que nós temos o maior rebanho comercial do mundo. Isso foi um período, uma seca, a entressafra do boi, mas a arroba já baixou para o produtor e agora o preço precisa baixar na gôndola. Não existe nenhum problema de abastecimento. Estamos vivendo um momento de transição de preço”, disse Tereza Cristina.

PREÇOS PRATICADOS

Nos supermercados, açougues e casas de carne de Campo Grande não houve redução nos preços da carne, pelo contrário, alguns cortes aumentaram, conforme a pesquisa realizada pela reportagem do Correio do Estado. De acordo com a pesquisa realizada no dia 29 de novembro, o quilo da picanha variava de R$ 39,90 a R$ 71,98. Nesta segunda-feira o menor e o maior preço encontrados foram os mesmos.

 O quilo da alcatra, por exemplo, subiu 5% no intervalo de 12 dias. No dia 29 de novembro o maior valor praticado era de R$ 34,98, já no dia 9 de dezembro o preço chegou a R$ 36,98. Já o mínimo se manteve em R$ 29,80.

Outro corte que aumentou no intervalo de pouco mais de dez dias foi a costela. Enquanto no dia 29 de novembro era possível encontrar a carne entre R$13,50 e R$ 14,98, na segunda semana de dezembro o quilo do corte variou entre R$ 14,35 e R4 15,98. 

O miolo de agulha também aumentou tanto o menor quanto o maior valor praticado na Capital. O menor preço encontrado há 12 dias  era de R$ 21,90, enquanto nesta segunda-feira o menor valor para o quilo do corte ficou em R$ 22,90. Já o maior preço, que antes era de R$ 24,40 agora custa R$ 25,90. O músculo se manteve com mínimo de R$ 19,90 o quilo, enquanto o máximo subiu de R$ 22,98 para R$ 23,79 em 12 dias.

Quanto a redução, foi verificada no preço da maminha. Enquanto no dia 29 do mês passado o quilo era comercializado a R$ 35 (menor valor), ontem  o quilo custava R$ 29,80. Já o maior valor praticado era de R$ 38,98 e nesta semana ficou em R$ 39,98.

VARIAÇÕES APONTADAS

Dados da Scot Consultoria apontavam que em 15 de outubro a arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul custava R$ 155,50. No dia 29 de novembro o valor praticado no Estado estava 33% maior e chegava a R$ 207. Nesta segunda-feira (9) o valor praticado  é de R$ 187 em Campo Grande e Dourados e R$ 185 em Três Lagoas, válidos para pagamento à vista e livre de Funrural

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá
CAC abre até 11h30 neste sábado para plantão IPTU 2020
Contra a Covid
Corumbá recebe milhares de produtos médico-hospitalares doados pela Receita
Programa Promuse
PM vai fiscalizar cumprimento das medidas protetivas para mulheres vítimas de violência
56 óbitos
Estado confirma mais três mortes por Covid em Corumbá
Levantamento
Mais de 40% das vítimas de feminicídio em MS não tinham procurado amparo na Lei Maria da Penha
Miranda
Onça Pintada de 70 quilos é atropelada na rodovia MS 332
Oportunidade
IFMS abre curso de Formação Pedagógica para ensino a distância
Contra a Dengue
Bairros Maria Leite e Universitário recebem mutirão de limpeza
Prevenção
Barreira Sanitária é instalada na divisa de Corumbá e Ladário
Corumbá
Sindicato protesta terceirização e acusa Energisa de demitir funcionário positivo para Covid

Mais Lidas

56 óbitos
Estado confirma mais três mortes por Covid em Corumbá
Transporte Irregular
Ônibus clandestino é interceptado no centro de Ladário
Irritado
Bolsonaro reclama de servidores de MS que disseram que cloroquina veio do Trump
Prevenção
Barreira Sanitária é instalada na divisa de Corumbá e Ladário