Menu
quarta, 04 de agosto de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Maio
Geral

Faltando poucas horas para fim do prazo, 88% dos contribuintes entregaram IR em MS

30 abril 2018 - 10h00G1

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2018 da pessoa física termina nesta segunda-feira (30), às 22h59 (horário de Mato Grosso do Sul). No último balanço divulgado pela Receita Federal, que apresenta dados até segunda-feira passada (23), das 400.000 declarações esperadas para serem enviadas no estado, somente 209.673 haviam sido transmitidas, o que representa somente 52,41% do total.

No Brasil, de acordo com a Receita Federal, no levantamento feito no mesmo intervalo de tempo, o percentual de declarações entregues é um pouco maior, 55,47%, o que representa que das 28.800.000 que devem ser enviadas ao órgão, apenas 15.977.960 haviam sido feitas até o início da semana passada.

Com o prazo terminando, a Receita Federal reafirma que o contribuinte de Campo Grande tem a disposição alguns canais para tirar suas dúvidas no momento de preencher a declaração, como o telefone (67) 3318-7200 e o-mail: e-mail: [email protected]

As pessoas que são obrigadas a prestarem as informações e que não entregarem a declaração dentro do prazo estão sujeitas à multa, que varia de R$ 165,74 até 20% do imposto devido.

Declaração incompleta

Para os contribuintes que não tiverem todos os documentos necessários para entregar a declaração, uma opção é entregar a declaração incompleta e depois realizar uma declaração retificadora. Quem encontrou problemas na declaração já entregue também pode utilizar essa opção para corrigir os erros.

Para quem já entregou a declaração e vai retificar, é importante lembrar que ela deve estar no mesmo modelo da declaração original (completa ou simplificada). Também é necessário ter o número de entrega da declaração anterior para informar no novo documento.

Quem deve declarar?

De acordo com a Receita Federal, deverá declarar, neste ano, o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017. O valor é o mesmo da declaração do ano passado. Também devem declarar:

Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

Quem obteve, em qualquer mês de 2017, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Quem teve, em 2017, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

Quem tinha, até 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2017.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Melhorias
Vereador solicita pavimentação da Rua Edu Rocha, no Guaicurus
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
Olímpiadas
Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil no encerramento
Calendário
Inscrições para o Incentiva+MS Turismo termina neste fim de semana
Destaque Nacional
Mais de 6 mil policiais já receberam a imunização completa em MS
Tempo
Primeira quinzena de agosto será marcada por calor e tempo seco
Vereador
Luciano Costa solicita psicólogos e assistentes sociais nas escolas municipais
Campanha
Dia 13 tem sessão solene em homenagem ao Agosto Lilás na Câmara
Respeito
Vereador propõe instituir Dia em Memória das Vítimas da Covid-19

Mais Lidas

Acidente
Motociclista sofre fratura na perna após colidir com carro
Doença
Primeiro caso de Fungo Negro em MS é confirmado na Capital
Boletim
54 cidades de MS têm taxa de letalidade da Covid abaixo do índice nacional
Vereador
Luciano Costa solicita psicólogos e assistentes sociais nas escolas municipais