Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Projeto de Vendramini obriga bancos e shopping contratarem tradutor e interprete de libras

13 março 2019 - 17h48Assessoria de imprensa

O deputado estadual Evander Vendramini (PP) apresentou projeto de lei dispondo da obrigatoriedade de estabelecimentos bancários e shoppings de manterem um tradutor e intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para atendimento às pessoas surdas, surdo-cegas ou deficientes auditivas. O PL foi apresentado durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 13, na Assembleia Legislativa.

Conforme o PL, caso se tratar de pessoas com dificuldade auditiva que não conheçam a linguagem de sinais, o serviço deverá ser prestado por pessoas capacitadas nesse tipo de atendimento. Os estabelecimentos deverão ainda afixar cartazes informando a existência de profissionais aptos a cumprirem o que estabelece a lei. O descumprimento pode gerar advertência, multa ou até mesmo cassação da inscrição estadual.

Para o deputado, além de atender ao que preconiza a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da qual o Brasil é signatário, também se trata de mais uma forma inclusão. “Temos que garantir os direitos dos portadores de deficiência, promovendo sua total integração à sociedade, respeitando e aceitando as diferenças”, apontou.

O parlamentar informou que em 2010, de acordo com o IBGE, existiam em Mato Grosso do Sul 107.610 pessoas com algum tipo de deficiência auditiva. “Esse número certamente aumentou. Precisamos proporcionar uma forma de minimizar os problemas cotidianos daqueles que possuem dificuldade de audição ou nenhuma”, ressaltou Evander.

“Os estabelecimentos que aderirem também terão vantagens com a lei, pois as barreiras de comunicação diminuirão e mais pessoas abrirão contas bancárias e farão compras nas lojas dos shoppings. Isso fará com que o capital gire ainda mais, fomentando o comércio e aumentando a arrecadação tributária do Estado”, justificou.

“A inclusão na sociedade desse segmento da população é uma forma de promover a cidadania e garantir direitos significativos e fundamentais para todo ser humano, que é o convívio igualitário na nossa sociedade”, finalizou o deputado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto
GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
GERAL
Bombeiros resgatam vaca que caiu em poço artesiano de 8 metros no Assentamento Taquaral
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves
CONSEQUÊNCIAS DA CHUVA FORTE
Chuva forte causa alagamentos e queda de árvore sobre residência em Corumbá
SAÚDE
Após aprovação pela Anvisa, Corumbá aguarda a chegada das doses da vacina contra a Covid-19
ESPORTE
Internacional vence sexta seguida e fica a um ponto do líder São Paulo
SAÚDE
Vacinação contra covid-19 começa ainda hoje nos estados, diz Pazuello
IPVA
IPVA à vista, com 15% de desconto vence dia 29
EDUCAÇÃO
Último período para efetivação das matrículas começa nesta segunda

Mais Lidas

ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem