Menu
sexta, 05 de março de 2021
Geral

Produção industrial de Mato Grosso do Sul segue melhorando, aponta Radar da Fiems

27 setembro 2016 - 10h04Redação

O índice relativo à produção industrial sul-mato-grossense segue melhorando e, em agosto, marcou 48,1 pontos, indicando uma evolução de 2,3% na comparação com julho deste no, conforme a Sondagem Industrial realizada pelo Radar Industrial da Fiems junto às empresas estaduais. “Esse desempenho sinaliza que na passagem de um mês para o outro houve aumento do número de estabelecimentos com a produção estável ou em elevação. É importante ressaltar que desde o início de 2016 o indicador vem apresentando trajetória ascendente, porém, ainda permanece abaixo dos 50 pontos”, analisou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Ele acrescenta que em agosto 26,6% das empresas apresentaram queda na quantidade produzida, contra 42,2% em igual mês de 2015, enquanto os estabelecimentos que apresentaram produção estável ou em elevação aumentaram de 57,8% para 73,4%. Em relação à ociosidade, a Sondagem Industrial da Fiems aponta que o indicador ainda permanece alta, pois, para 48,9% dos respondentes, a utilização da capacidade instalada esteve abaixo do usual para o mês, com o índice ficando em 37,8 pontos em agosto e segue muito abaixo do patamar considerado adequado para o período, que é alcançado quando o indicador se situa em torno dos 50 pontos.

Segundo Ezequiel Resende, as expectativas quanto à demanda seguem positivas pelo quarto mês consecutivo, com o índice atingindo 52,8 pontos em setembro, crescimento de 3,9% em relação a agosto. “Esse é o quarto mês consecutivo em que o resultado fica acima da linha divisória dos 50 pontos, o que sinaliza perspectiva de aumento da demanda para os próximos seis meses. Outra variável que ficou no campo positivo foi a compra de matéria-prima, com 51,9 pontos, porém, os índices relativos ao número de empregados e quantidade exportada mostram que não deve ocorrer crescimento para as duas variáveis no período considerado na avaliação dos respondentes”, pontuou.

 

ICEI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial em Mato Grosso do Sul (ICEI/MS) cresceu 4,3 pontos na passagem de agosto para setembro e, com o resultado, alcançou 55,5 pontos, ampliando ainda mais a distância da linha divisória de 50 pontos, indicando aumento da confiança dos empresários. “O Índice é o maior desde março de 2014 e vale ressaltar que a atual tendência de recuperação da confiança acontece desde maio de 2016, desde então o índice aumentou 15,1 pontos. Adicionalmente, considerando os componentes do ICEI - condições atuais e expectativas), há crescimento em ambos na comparação mensal - 5,1 pontos em condições atuais e 3,7 pontos em expectativas”, detalhou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems.

Na análise de todos os componentes do ICEI de expectativas ficaram acima da linha divisória dos 50 pontos, ou seja, para os próximos seis meses o empresário industrial espera melhoras na economia brasileira, sul-mato-grossense e no desempenho da própria empresa. Outra confirmação de que a situação no setor industrial começou a mudar é que, em setembro, para 40% dos respondentes consideraram que as condições atuais da economia brasileira pioraram, sendo que antes esse percentual ficava próximo de 70%, enquanto no caso da economia estadual, na mesma comparação, a piora foi apontada por 33,7% dos participantes e, com relação à própria empresa, as condições atuais estão piores para 32,2% dos empresários, sendo que para 48,3% elas não se alteraram.

Para os próximos seis meses, 17,2% dos respondentes mostraram-se pessimistas em relação à economia brasileira, enquanto em agosto esse percentual era de 20,4%. Em relação à economia estadual, o pessimismo foi apontado por 16,3% dos participantes da pesquisa em setembro contra 18,8% em agosto e, quanto ao desempenho da própria empresa, considerando os próximos seis meses, 13,2% dos respondentes mostraram-se pessimistas contra 14,9% do mês anterior. Por outro lado, 45,2% dos empresários estão confiantes em relação à economia nacional, enquanto no caso da economia do Estado esse percentual é de 43,5% e, considerando apenas a própria empresa, o índice chega a 54,9%.

O coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems reforça que em relação à intenção de investir a melhora é a maior dos últimos 11 meses. “O índice relativo à intenção de investir do empresário industrial aumentou 7,8% na passagem de agosto para setembro, o indicador passou de 39,5 para 42,6 pontos. Já na comparação com o mesmo mês do ano anterior a evolução foi de 19,3%, equivalente a 6,9 pontos de crescimento. Por fim, o índice de intenção de investimentos varia de 0 a 100 pontos, quanto maior o índice, maior é a intenção de investir”, finalizou.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
O mês começa com média de 6 mortes por Covid a cada 24 horas
SAÚDE
MS é o estado que mais aplicou as duas doses da vacina contra a Covid-19
GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
CONSUMIDOR
Vereador pede relatório ao Procon sobre processos, multas e empresas penalizadas em 2020
ESPORTE
Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
OPORTUNIDADE
Máscara + Renda já beneficiou mais de 1.900 costureiras em todas as regiões do país
RECONHECIMENTO
Câmara vai prestar homenagem às corumbaenses pelo Dia Internacional da Mulher
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite

Mais Lidas

GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
POLICIAL
Adolescente infratora é presa no bairro Maria Leite
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás