Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Ruso pagava até R$ 3,5 mil pelo 'silêncio' dos vereadores

26 novembro 2018 - 11h25Sylma Lima
Na Van sairam os vereadores suspeitos e o prefeito Ruso. Fotos: Victor Viegas

O desembargador Emerson Cafure autorizou a prisão preventiva , por 60 dias, do prefeito de Ladário Carlos Anibal Ruso Pedroso, e mais sete vereadores envolvidos num esquema de propina,mais conhecido por ‘mensalinho’.

Segundo o procurador de justiça Paulo Cesar Passos há tempos vinham investigando o caso. “ O MP através da 5ª promotoria de Corumbá apurava esquema de ‘mensalinho’ e outros crimes de improbidade, que foram denunciados no MP, e após um ano de investigações decidimos pedir a prisão dos envolvidos, que foi deferida pelo desembargador do Tribunal de Justiça” .

 Segundo Passos, eram valores em torno de R$ 1.500 a R$ 3.500 pagos pelo prefeito aos vereadores em troca de apoio politico  As provas colhidas junto a promotoria foram contundentes , tanto quando as investigações feitas pelo Gaeco que  deram a dimensão da gravidade das denuncias, “  havendo necessidade do pedido de prisão preventiva para evitar que o crime continuasse sendo praticado. Na visão do MP as provas são contundentes ,os fatos são graves e não há mais como aceitar pessoas que detenham poder politico tratem coisas publicas como se fossem particulares. O poder publico vai agir com rigor, bom senso, mas principalmente cumprindo o que determina a legislação.”

 Há mais de um ano Ruso vem sendo investigado, cujos pagamentos vinham sendo  feitos em dinheiro, “  e conseguimos comprovar a pratica desses atos. Esses pagamento  para aprovar os projetos do executivo e  apoio politico. Atos de ação criminosa chocam o MP e agora eles serão julgados pelo Tribunal de Justiça. Os valores apreendidos no flagrante ainda não foram computados, mas, eram pagos mensalmente, em espécie, aos envolvidos” .

Ruso foi preso em sua residência. Todo material apreendido  será periciado.

Entendam o caso

Procurador Paulo César Passos disse que a investigação começou a patir de denuncia o MP. Foto: Victor Viegas

Na manha desta segunda feira (26/11/2018) deflagrpu-se a operacao do GAECO que visava o cumprimento de nove mandados de prisão preventiva e notificação expedidos nos autos n. 70.2018.8.12.0000 do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul em face dos vereadores VAGNER GONCALVES, AGNALDO DOS SANTOS SILVA JUNIOR, ANDRE FRANCO CAFFARO, AUGUSTO DE CAMPOS, LILIA MARIA VILLALVA DE MORAES, PAULO ROGERIO FELICIANO BARBOSA, OSVALMIR NUNES DA SILVA, do Secretário da Educação HELDER NAULLE PAES DOS SANROS e do prefeito CARLOS ANIBAL RUSO PEDROZO. Após as prisões, todos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Ladario/MS, onde se procedeu o cumprimento dos respectivos mandados, bem como foram submetidos a exame de corpo de delito cautelar. Os presos já foram encaminhados imediatamente ao Centro de Triagem Anízio Lima de Campo Grande/MS.

Suplentes dos vereadores afastados tomarão posse ainda hoje junto com o vice prefeito. 

Prefeito e vereadores embarcaram pela porta dos fundos da delegacia. Foto: Victor Viegas

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS
Bia Cavassa trata com Tereza Cristina sobre recursos para capacitação de brigadistas
OPORTUNIDADE
IEL tem 91 vagas de estágio para Campo Grande, Camapuã e Corumbá
POLICIAL
Polícia Federal apreende cocaína na parte alta de Corumbá
TEMPO
Em Corumbá temperatura varia entre 21°C a 28°C nesta sexta
SAÚDE
Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado

Mais Lidas

POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
POLICIAL
PM apreende droga, plantas de maconha e prende autor de tráfico
POLICIAL
PM evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos