Menu
terça, 19 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Principal alvo da operação Celeritas contra o contrabando de cigarros é preso em fazenda

16 agosto 2021 - 14h35Redação

No último sábado (14), a Polícia Federal, com o auxílio da Força Tática da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, cumpriu a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal de Naviraí contra o principal alvo investigado na Operação Celeritas, deflagrada pela Polícia Federal no dia 7 de julho deste ano, no mesmo município.  

O homem preso ocupava a posição de chefe da perigosa organização criminosa voltada ao contrabando de cigarros paraguaios, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, desarticulada pela Polícia Federal. No dia da deflagração da operação, ele conseguiu fugir.  

Dentre suas funções, além de chefiar a organização criminosa, também cuidava de diversos pontos relacionados à ilegal introdução de grande quantidade de cargas de cigarros paraguaios no território nacional, envolvendo também a sua distribuição e o comando de mateiros, olheiros, motoristas e batedores, para dificultar a ação policial. Enfim, o homem preso cuidava da logística para escoamento do cigarro paraguaio contrabandeado.   

Este homem, uma das peças chaves na organização criminosa, estava foragido da Polícia Federal e Justiça Federal, desde a data da deflagração da sobredita operação, e fora encontrado escondido em uma fazenda, na região de Eldorado/MS. Na data de sábado, equipes da Polícia Federal, bem como da Polícia Militar, que já vinham atuando em conjunto em trabalhos da Operação Horus/MS, conseguiram localizar especificamente a fazenda e fazer um cerco ao criminoso, dando assim o cumprimento do mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal.   

O preso foi submetido ao exame de corpo de delito e seu destino é a Penitenciária de Naviraí, onde ficará à disposição da Justiça Federal, a exemplo de cerca de vinte outras pessoas já presas por conta da mesma operação policial.   

Trata-se de mais uma ação da Polícia Federal, a qual vem buscando desestruturar financeira e logisticamente as organizações criminosas do contrabando, atuantes na fronteira, não diminuindo o ritmo dos trabalhos, nem mesmo em tempos de pandemia de COVID 19.   

A Polícia Federal não divulgou fotos da prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flexibilidade
Com redução dos casos de Covid-19, Prefeitura altera Toque de Recolher em Corumbá
Monumento Histórico
Vereadores defendem resgate de antigo Farol do Balduíno no Rio Paraguai
Sem Emendas
Câmara aprova Moção em Apoio à regulamentação da profissão de podologia
Pobreza Menstrual
Vereadora pede apoio de deputados para derrubar veto presidencial na distribuição de absorventes
Em tramitação
Proposta cria programa de apoio a catadores de recicláveis em Corumbá
Briga Antiga
Anatel convoca a Oi para reunião sobre internet em Corumbá
Na Câmara
Vereador questiona índices do ICMS Ecológico estabelecidos para 2022
Desdobramento
Denúncia contra os nove indiciados pelo Dracco na Operação "Dark Money" vira processo judicial
Desdobramentos
PF apreende arma, munição e faz termo de conduta durante operação Mercês
Crime na Capital
Após disparos, polícia prende ladrões que fizeram idosa e cuidadora de reféns na Capital

Mais Lidas

Capital e Chapadão do Sul
SAD divulga abertura de Processo Seletivo da Agepan
Crime
Motorista de aplicativo é sequestrada e tem carro roubado; dois dos assaltantes foram presos
Prisão
Homem é preso após invadir e roubar escola no centro
Impressionante
Moto Titan com débitos de R$ 107 mil é aprendida em blitz do Detran-MS no fim de semana