Menu
domingo, 24 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Primeiro escalão da prefeitura de Ladário tem salário de Marajá

10 julho 2020 - 09h26Sylma Lima

Há alguns dias a prefeitura do município de Ladário (MS) tem ganho espaço na mídia por uma série de lambanças pessoais, protagonizadas pelo atual chefe do executivo, o pastor Evangélico Iranil Soares. 

Prefeito/Pastor Iranil Soares assumiu a prefeitura de Ladário em 2018. Foto: Arquivo Capital do Pantanal

Pessoa envolvida procurou a redação desse jornal para denunciar, inclusive afirmando que teria recebido fotos íntimas do prefeito/pastor, quando esteve no executivo para pedir uma passagem até a Capital. Como se tratava de assunto pessoal, e mesmo considerado grave pois, a pessoa em questão é o chefe do executivo de uma cidade, o site Capital do Pantanal optou por não escrever a matéria no teor que chegou a sua redação, entretanto, diante de tal falta de sensatez, em consulta ao portal da transparência do município, fomos surpreendidos por informações que causaram grande espanto. Numa cidade onde a arrecadação mensal não supera os R$ 5 milhões, secretários municipais recebem salários equiparados aos de Corumbá, cidade que tem uma arrecadação em torno de R$ 50 milhões, dez vezes mais.

Nos deparamos com salários de secretários que ultrapassam os R$ 15 mil. Em tempos de crise, onde a maioria dos municípios estão enxugando seus orçamentos a cidade de Ladário vai na contramão das recomendações orçamentárias para o país. Conforme informações do portal da transparência, a titular da pasta de Finanças, no mês de junho, recebeu um líquido de R$ 15.485,12, sendo R$ 13.323,61 referentes a outros proventos, não detalhados no portal. O valor destes outros proventos supera o salário base da secretária de Fianças que é de R$ 7.500. No mês de junho ela não teve ganhos referentes a férias, nem 13º salário, e recebeu um desconto de R$ 5.338,49. Na tentativa de fazer uma comparação detalhada com salário do secretário da mesma pasta em Corumbá, acessamos a transparência do município vizinho, porém o sistema trava e não carrega as infromações.  

Observe os detalhes da remuneração da secretara da pasta de finanças no mês de junho. Foto: Reprodução Portal da Transparência

Os altos salários estão presentes em outras secretarias do executivo ladarense, como mostram as imagens extraídas do portal da transparência municipal. O gabinete do prefeito também não dá o exemplo, possui mais comissionados do que servidores.  Em junho, a prefeitura pagou R$ 10.301,57 de líquido aos cinco concursados do gabinete do prefeito, enquanto aos seis comissionados desembolou R$ 25.820,10 (líquido). São R$ 15 mil a mais.

Somente no gabinete do prefeito o mnunicípio paga por mês valor superior a R$ 36 mil. Foto: Reprodução Portal da Transparência

Os valores são absurdamente altos para uma cidade onde a arrecadação é a segunda menor do Estado. Um município de marajás!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante
Dois turistas são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória no rio Miranda
Alerta
Últimos dias para inscrições em editais da Funarte
Imunização
Quem pode se vacinar contra Covid neste fim de semana
1 hora a menos
Agepan defende o retorno do horário de verão para economia de energia em MS
74 vagas
Concurso público da Sanesul recebe inscrições até 11 de novembro
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19
Orientação
O que fazer para prevenir problemas durante e após temporais
CNH MS Social
Programa de habilitação gratuita já tramita na Assembleia Legislativa
Tempo
Chuva ganha força a partir deste sábado e pode trazer nova tempestade para MS
Precaução
Tradicional Procissão Fluvial é cancelada devido previsão de mal tempo

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19