Menu
segunda, 20 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

PRF apreende grande quantidade de roupas sem documentação fiscal na BR-163

17 fevereiro 2021 - 15h50Mariana Conte

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carreta com grande quantidade de roupas sem documentação fiscal, nesta quarta-feira, 17 de fevereiro, em Caarapó (MS). 

Os policiais rodoviários federais fiscalizavam na BR-163, quando abordaram o caminhão Iveco/Stralis, acoplado a um reboque. O motorista, de 44 anos, foi flagrado transportando grande quantidade de vestuário sem documentação fiscal, estimado em aproximadamente 50.000 peças. Para tentar esconder a carga ilícita, uma camada de adubo foi jogada sobre os fardos de roupas.

O motorista também apresentou uma nota fiscal falsificada para a carga de adubo. Ele foi encaminhado para a Polícia Federal em Dourados (MS), junto com os veículos e a carga apreendida. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prorrogação
Detran-MS amplia prazos e CNHs vencidas podem ser renovadas até 2022
Campanha
Corumbá abre Semana Nacional do Trânsito; atividades vão até dia 24
Prevenção
Campanha antirrábica deve vacinar 30 mil cães e gatos
Há cinco dias
Falta de água no bairro Popular Velha revolta moradores
Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Pesquisa
Dia das Crianças deve movimentar R$ 135 milhões na economia de MS
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Calendário
Proprietário de veículos com placas final 9 devem quitar licenciamento até 30 de setembro
Leilão
Detran-MS abre visitação de 83 lotes disponíveis para desmontagem

Mais Lidas

Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta