Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Prevfogo atinge limite de gastos e retira brigadistas do Pantanal

22 outubro 2020 - 13h08Graziela Rezende, G1MS

Os 135 brigadistas do Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais – Prevfogo do Ibama, que atuaram no combate aos incêndios no Pantanal, começaram a ser desmobilizados em Mato Grosso do Sul desde a semana anterior.

Nesta quarta-feira à noite, ofício assinado pelo chefe do Prevfogo, Ricardo Vianna Barreto, determinou que os agentes de combate a incêndios contratados pela unidade em 18 estados, entre eles, Mato Grosso do Sul, interrompam os trabalhos a partir da meia-noite desta quinta-feira (22).

O coordenador estadual do Prefogo em Mato Grosso do Sul, Márcio Yule, confirmou que foi atingido o limite dos gastos com as diárias, mas, que no estado, a desmobilização dos brigadistas ocorreu por conta do controle dos incêndios no Pantanal.

"Este já é um processo de desmobilização que vem ocorrendo desde a semana passada. Ontem pela manhã, por exemplo, a brigada do Piauí foi desmobilizada. Também tínhamos, por exemplo, outros dez brigadistas da Bahia, que estavam na avançada, em uma fazenda em Bodoquena, porém, a situação normalizou por lá. O pessoal que estava na Serra do Amolar, na divisa de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, também está em deslocamento", explicou o coordenador.

Segundo Yule, parte dos brigadistas estão em deslocamento via fluvial e por isso o processo é bem lento. "Eles demoram uns dois dias para chegar da Serra Amolar até Corumbá e mais uns quatro ou cinco para chegar na base deles. O que faz demorar ainda mais também é a questão do rio, que está com bancos de areia e por isso a embarcação segue com muito cuidado. Eles vem para Corumbá porque é aqui onde estão as viaturas", comentou.

Ainda conforme o coordenador, o Ibama estaria sem recursos financeiros. "Realmente atingiu o teto, não só no caso das diárias, que ficam em torno de R$ 177, mas, também outras despesas. Acredito que se este retorno ocorresse há duas semanas, causaria um prejuízo imenso. No entanto, não repercutiu em nada e agora ficarão os bombeiros e também os brigadistas locais para atuarem, se necessário. E também choveu nas maioria das áreas atingidas pelo fogo", ressaltou.

São ao todo 90 brigadistas de Mato Grosso do Sul e mais 45 de outros estados, que começaram a chegar a partir de setembro. O Prevfogo Ibama contabiliza 4,2 milhões de hectares queimados no bioma Pantanal em 2020.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sexta e Sábado
Bairros Cervejaria e Guatós recebem mutirão da dengue
Consumidor
Carne bovina deve ficar mais barata com suspensão das exportações para a China
Alerta
Aneel inicia processo para reajuste e Energisa pode cobrar R$ 463 milhões de consumidores em MS
Apoio
Bia Cavassa destina R$ 150 mil para projeto direcionado a população LGBTQIA+ de MS
Ronda Policial
Evadido é capturado com trouxinhas de pasta base no bairro Aeroporto
Últimos dias de Pesca Aberta
Operação Dia de Finados da PMA intensifica fiscalização à pesca predatória
Bombeiros
Queda de árvore danifica muro e telhado de casa no bairro Universitário
Segurança
Vereador busca informações sobre condições atuais do Arthur Marinho
Reconhecimento
Câmara de Corumbá homenageia servidores públicos pelo seu dia
Operação Hefesto
Novos focos de incêndio são identificados em pelo menos três regiões

Mais Lidas

Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Inicio do Defeso
Última semana para pesca nos rios de Mato Grosso do Sul
Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo