Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Prevenção, monitoramento e intensidade de ação reduzem em 81% focos de calor no Pantanal

27 julho 2021 - 08h22Portal do Governo

A incidência de focos de calor no Pantanal de Corumbá, município com maior porção do bioma, reduziu 81% de janeiro a julho de 2021 em relação aos últimos cinco anos, informou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Os investimentos do Governo do Estado na compra de equipamentos para o Corpo de Bombeiros e as ações preventivas envolvendo as propriedades foram fundamentais para criar esse indicador positivo. 

Para o governador Reinaldo Azambuja, a estatística do Inpe demonstra um cenário altamente positivo e a eficácia do plano estratégico de prevenção e combate aos focos de calor lançado pelo Estado, onde o Corpo de Bombeiros, atuando apenas com seu efetivo, tem dado resposta imediata aos desastres. “Temos investido muito para equipar nossos bombeiros e atuado de forma integrada, envolvendo outros órgãos, como o Ibama, Imasul e PMA”, disse.  
 

Reinaldo Azambuja cita o trabalho que o Corpo de Bombeiros realizou desde maio no Pantanal, onde as guarnições percorreram as fazendas situadas em regiões polos para capacitar os peões como brigadistas. “O resultado desse treinamento foi imediato e surpreendente, atingiu centenas de trabalhadores e muitos já atuaram na frente do fogo, na união das fazendas, não esperando a chegada dos bombeiros em áreas onde o acesso terrestre não é possível”, comentou. 

Monitoramento 24h 

O governador também ressaltou que a vigilância dos bombeiros e dos setores de fiscalização tem sido diuturna no bioma pantaneiros e nos parques estaduais, com monitoramento aéreo e por imagens de satélites. Na avaliação do comandante-geral do CB/MS, coronel Hugo Djan Leite, os decretos estaduais de situação de emergência e de proibição da queima controlada foram fundamentais para o trabalho preventivo e ações rápidas e intensivas dos bombeiros. 

Na tabela dos dez municípios brasileiros com maior número de focos concentrado de 2017-2021, Corumbá ainda se mantém na segunda posição, com 502 incidências, de 1º de janeiro a 25 de julho. No entanto, na comparação ao acumulado de focos dos últimos cinco anos, a Capital do Pantanal apresenta uma redução significativa de 81%. No mesmo período de 2020, o número de focos foi recorde em cinco anos: somou 2.595, com elevação de 149%. 

Nesta segunda-feira (26), incêndios de proporção mediana estão sendo combatidos pelos bombeiros no Paraguai-Mirim e Porto Esperança, ao Norte e Sul de Corumbá, como parte da Operação Hefesto. No Porto Esperança, as chamas avançaram sobre a vegetação e chegaram a destruir os dormentes da antiga ferrovia Noroeste do Brasil. “Localidade onde é possível chegar somente de barco”, informou o major Telles Ribeiro, coordenador da operação. 

Formação de brigadistas 

No Pantanal de Corumbá, mais de 40 fazendas sediaram o treinamento dos trabalhadores rurais para a formação de brigadas realizado por duas guarnições do Corpo de Bombeiros. O sindicato rural do município estima que mais de 150 peões foram capacitados com aulas teóricas e práticas de campo, entre maio e julho, incluindo também noções de primeiros socorros. Na região do Paiaguás, os bombeiros foram transportados de helicóptero. 

“É uma iniciativa inédita do governo, cujos efeito podemos observar no controle de incêndios pelos próprios moradores”, disse o presidente da entidade, Luciano Aguilar Leite. “A formada dessas brigadas nos dá um pouco mais de tranquilidade, sabendo que podemos combater o fogo com conhecimento e eficiência, não dependendo apenas dos bombeiros, os quais, muitas vezes, não conseguem chegar no foco. Hoje todas as fazendas estão unidas”, frisou. 

Além da capacitação, as ações preventivas identificaram por meio de coordenadas as regiões de difícil acesso e de maior probabilidade de incidência de fogo, existência de pista de pouso e estrutura das fazendas em relação a equipamentos e maquinários para combate aos incêndios. “Esse levantamento auxilia na pronta resposta ao fogo, foi um trabalho muito produtivo”, explicou o tenente-coronel Luciano de Alencar, comandante da unidade do CB/MS de Corumbá. 

Socorro aos vizinhos 

O grau de satisfação das comunidades rurais com a instrução levada pelos bombeiros a regiões onde o Estado não era presente, pelas dificuldades de acesso e longas distâncias, foi destacado pelo comandante, citando que a capacitação chegou a propriedades situadas na região do Piquiri, divisa com Mato Grosso, distante cerca de 170 km em linha reta de Corumbá. O trabalho também foi realizado com os extrativistas da Apa Baia Negra, em Ladário. 

Envolvendo 30 trabalhadores, a formação de brigadas se estendeu à propriedade da BrPec, no Pantanal de Miranda, onde o fogo foi intenso no ano passado. O curso de 16h/aula foi realizado por oito bombeiros, sob o comando do coronel Huesley Silva. A prova prática foi desafiante para a nova brigada, que atuou por várias horas no combate ao fogo em uma área de antiga plantação de eucaliptos, operando com caminhões-pipas, tratores e patrolas. 

“Hoje podemos dizer que temos uma equipe preparada para combate aos incêndios”, avaliou Juarez Sena Silva, que coordena o setor de segurança da fazenda, sede da Operação Pantanal em 2019. “Primeiramente, visamos a prevenção do meio ambiente e agora temos meios para evitar a destruição que ocorreu no ano passado. Temos estrutura de maquinários, faltava a capacitação para atuar de forma eficaz e também socorrer os vizinhos”, completou. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sexta e Sábado
Bairros Cervejaria e Guatós recebem mutirão da dengue
Consumidor
Carne bovina deve ficar mais barata com suspensão das exportações para a China
Alerta
Aneel inicia processo para reajuste e Energisa pode cobrar R$ 463 milhões de consumidores em MS
Apoio
Bia Cavassa destina R$ 150 mil para projeto direcionado a população LGBTQIA+ de MS
Ronda Policial
Evadido é capturado com trouxinhas de pasta base no bairro Aeroporto
Últimos dias de Pesca Aberta
Operação Dia de Finados da PMA intensifica fiscalização à pesca predatória
Bombeiros
Queda de árvore danifica muro e telhado de casa no bairro Universitário
Segurança
Vereador busca informações sobre condições atuais do Arthur Marinho
Reconhecimento
Câmara de Corumbá homenageia servidores públicos pelo seu dia
Operação Hefesto
Novos focos de incêndio são identificados em pelo menos três regiões

Mais Lidas

Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Inicio do Defeso
Última semana para pesca nos rios de Mato Grosso do Sul
Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo