Menu
sábado, 16 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Prefeito tenta calar críticas de ex-vereador no Facebook e perde

02 dezembro 2018 - 10h26Sylma Lima
Buxexa diz que venceu porque apresentou provas documentais. Foto: Reprodução Face Book

O Prefeito de Corumbá Marcelo Iunes ( PSDB) entrou com ação na Justiça de Corumbá contra o ex-vereador Buxexa do Amaral por conta de críticas à administração de Iunes, mas acabou perdendo na Justiça, que autorizou Buxexa a manter as postagens no Facebook, bem como condenou o prefeito a arcar com custas processuais e honorários de sucumbências ao advogado.

Ao Capital do Pantanal, Buxexa do Amaral disse que fez críticas ao governo de Iunes por conta de várias suspeitas de irregularidades, e que, inclusive, representou no Ministério Público Federal e Estadual. Disse que acompanhou os balancetes e documentação de pagamentos indevidos para laboratórios clínicos de Corumbá e contratos suspeitos a Prefeitura, e ainda sobre nepotismo na Prefeitura comandada por Iunes, e contratos suspeitos de imóveis, e de prestação de obras e serviços de limpeza na cidade e aditivos irregularidades, dentre outros. “Eu tenho todos os contratos e representei no Ministério Público Federal e Estadual e isso vai ser pior do que Ladário e irão sair tudo algemados”, disse Buxexa.

Acrescentou Buxexa que tudo que postou no Facebook tem provas documentais, e que apresentou denúncia no MPF e MP com todos o valores suspeitos recebidos por parentes de Iunes.

Iunes pediu na Justiça a retirada das postagens de Buxexa do Amaral no Facebook e ainda pediu R$ 20 mil reais de danos morais. O juiz inicialmente mandou Buxexa retirar as postagens, mas depois revogou a decisão e autorizou as postagens. O processo correu na 2º Vara Cível de Corumbá sob número 0802614-81.2018.8.12.0008. Iunes processa Buxexa do Amaral também na parte criminal, mas ainda não foi julgado.

Sentenciou o juiz:

“ Em face do exposto, RESOLVO o mérito da lide, na forma do inciso I do artigo 487 do CPC, e REJEITO o PEDIDO do autor. Pela improcedência, revogo a liminar. Imputo ao autor o ônus de pagar as custas processuais e honorários de sucumbência, nos termos do art. 85, CPC, que arbitro no valor equivalente a 10% sobre o valor da causa”.

Não é a primeira vez que o prefeito Iunes entra com ação na justiça contra críticas de eleitores ou adversários públicos sobre postagens nas redes sociais, principalmente no Facebook.

No site do Tribunal de Justiça de MS constam várias ações de Iunes de dano moral e outras ações criminais.

1- Ação civil de dano da Imagem contra Robson Vianna e Facebook no valor de R$ 20.000,00.

2- Ação criminal de calúnia, injúria e difamação contra Joberto Chrispiniano de Souza.

3- Ação criminal de calúnia, injúria e difamação contra Jefferson da Silva e ação por dano moral de R$ 20.000,00.

4- Ação criminal de calúnia, injúria e difamação contra Carlos Eduardo Gomes de Castro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPTURA DE ANIMAL
PMA captura tamanduá-bandeira no centro da cidade, o terceiro em 15 dias
EDUCAÇÃO
Termina hoje inscrição para primeira seleção de 2021 do ProUni
COVID-19
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
CAMPANHA SAÚDE MENTAL
Janeiro Branco: Profissionais falam da importância de cuidar da saúde mental
POLICIAL
PRF e PM apreendem 581 Kg de maconha em MS
Utilidade
O melhor formato de vídeo para o seu Mac
EDUCAÇÃO
Veja cinco dicas para se preparar para o Enem 2020
EDUCAÇÃO
IEL está com inscrições abertas para o curso de planejamento estratégico
SAÚDE
Centro e Borrowiski recebem ação de combate à dengue nesta sexta e sábado
ECONOMIA
Nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Bairro Cristo Redentor
POLICIAL
Jovem com mandado de prisão em aberto é preso no Loteamento Pantanal
CAMPANHA SAÚDE MENTAL
Janeiro Branco: Profissionais falam da importância de cuidar da saúde mental
GERAL
Energisa inicia Projeto de Eficiência Energética na Base Fluvial em Ladário