Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Povo chamado pela Enersul a pagar pelo que não deve

13 julho 2018 - 18h19José Carlos Cataldi e Sylma Lima

Deputados repassam para conta de luz, gastos com furto de energia e isenções. Coincidentemente, a Enersul manda carta aos clientes chamando para acordo no fórum, sem esclarecer motivação, já na sexta-feira (20), em Corumbá.

A lambança começa em Brasília. O governo federal enviou ao Congresso, projeto para destravar a venda das distribuidoras de energia da Eletrobrás. Parlamentares aproveitaram para inserir ‘penduricalhos’, chamados ‘jabutis’, que vão encarecer as contas de luz para os pagantes, em até 5%, em 2019.

Uma das emendas eleva a conta de todos os consumidores brasileiros para cobrir as perdas das empresas com ligações clandestinas, os chamados ‘gatos’, e, a incompetência delas em coibir a prática. A outra, isenta famílias de baixa renda, transferindo a despesa para quem paga habitualmente.

A convocatória de acordo da Enersul precisa ser bem explicada. Não é justa a divisão do prejuízo da incompetência na fiscalização e na cobrança. A empresa chama leigos para um acordo. Mas, pagar por quê? As pessoas vão de peito aberto, sem advogado ou defensor?

O advogado Márcio Saldanha, ouvido pelo ‘Capital do Pantanal’, disse que a OAB-Corumbá vai intervir na questão. Vai chamar, inclusive, o Promotor responsável pela Defesa do Consumidor, Luciano Bordignon Conte para reforçar a luta e bloquear a covardia da convocação, num encontro prévio, previsto para segunda-feira (16).

Curiosidade nisso tudo é a participação pífia da ANEEL nesse processo. A Agência, criada para equilibrar forças entre fornecedores e consumidores, sempre acaba pendendo para o lado do poder econômico.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19