Menu
quarta, 24 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Eleições municipais não animam gráficas de Corumbá

09 setembro 2016 - 10h24Gesiane Medeiros

A cada período eleitoral, o setor gráfico se enche de boas expectativas quanto ao aumento na produção e no faturamento dos serviços, por conta dos candidatos que precisam produzir materiais de divulgação para campanha. O problema é que nem sempre os candidatos do município contemplam a mão de obra local, geralmente buscam por melhor preço na capital do estado, onde a oferta pelo mesmo serviço é muito maior e consequentemente o custo pode ficar abaixo do oferecido na cidade de interior.

Alguns apontam que a mudança na legislação eleitoral jogou um balde de água fria em toda a indústria gráfica. De acordo com o Sindgraf (Sindicato das Indústrias Gráficas de Mato Grosso do Sul), apenas 27% do faturamento obtido no pleito de quatro anos atrás foi atingido no estado. Nesta campanha estão proibidos os outdoors, placas e faixas em locais públicos, mas os santinhos e panfletos são autorizados.

A redução de gastos eleitorais definida pela Resolução n° 23.457/2015 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) limitou os recursos da campanha em 70% do que foi utilizado no pleito de 2012. O período estabelecido para realização de campanha também influencia, antes o candidato produzia materiais para 90 dias, agora a campanha dura apenas 45 dias, começou em 16 de agosto e vai até 29 de setembro.

Segundo empresários da cidade, apesar dos esforços em igualar os preços aos oferecidos pelas empresas da capital, as gráficas da cidade continuam sendo subaproveitadas pelos candidatos.

Elaine Dib, proprietária da gráfica de maior tradição na cidade, confirma que a ocorrência da campanha eleitoral deste ano não melhorou muita coisa no aumento do volume de trabalho da empresa. “Acredito que a mudança na legislação contribuiu bastante, mas também falta desmistificar a ideia de que o preço oferecido pelas gráficas de Corumbá está tão acima do cobrado na capital. Clientes que buscaram nossos serviços se surpreenderam com a igualdade do valor”.

Para Roberto Candia, empresário do ramo e proprietário de gráfica com cinco anos no mercado do município, houve aumento na produção comparada com a do último pleito, porém a expectativa foi parcialmente atendida, “apenas alguns dos candidatos prestigiaram os serviços da cidade. Considero um aumento de 30% de aumento na produção por conta das eleições”.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Em apenas 24 horas, MS registra mais de mil novos casos de coronavírus
EDUCAÇÃO
Aulas nas escolas da REME de Corumbá começam em 1° de março com atividades não presenciais
NA PARTE ALTA
Na Câmara, vereador solicita recuperação de rua danificada pelas chuvas
POLICIAL
Caminhão de fundo falso é apreendido com 600 kg de maconha
POLICIAL
PRF apreende carro roubado na BR 262 e motorista foge
POLICIAL
Em Mato Grosso do Sul PRF apreende 430 Kg de maconha
EDUCAÇÃO
Prouni: prazo para confirmação de informações e matrícula termina hoje
SAÚDE
Corumbá conta com novo método de prevenção à infecção pelo HIV
SAÚDE
Mais médico dentro do Pronto Socorro é pedido de vereador
SAÚDE
Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas e seringas à MS

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRÂNSITO
Acidente deixa jovem ferido e condutor de carro boliviano foge do local
APREENSÃO
Ônibus é apreendido por irregularidades e descumprir normas de decreto municipal
ACIDENTE NA BR 262
Jovem fica ferido após ser arremessado por veículos na BR 262
IPVA
Contribuintes que perderam o prazo do pagamento do IPVA ainda podem se regularizar