Menu
segunda, 08 de março de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Estado investe mais de R$ 96 milhões em segurança

15 junho 2016 - 07h35Redação
O Governo do Estado lançou nesta terça-feira (14) o programa de investimentos “MS Mais Seguro”, que garante o emprego de R$ 96,4 milhões para a estruturação do Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar. O programa  prevê reforma de prédios e compra de viaturas, equipamentos e armamentos até 2018. Lançado pelo governador Reinaldo Azambuja e pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, o “MS Mais Seguro” é um dos maiores projetos de investimentos em segurança da história do Estado. Dos recursos garantidos pelo “MS Mais Seguro”, R$ 78,8 milhões são próprios do Governo do Estado. Outros R$ 15,9 milhões são do Governo Federal – provenientes do Ministério da Justiça e Cidadania para a substituição e modernização do sistema de rádio e comunicação das polícias Civil e Militar. O restante é de emendas parlamentares estaduais (R$ 1,6 milhão) e emendas parlamentares federais (R$ 30 mil). Reinaldo afirmou que uma das maiores necessidades do povo sul-mato-grossense é atendida com a iniciativa do Governo do Estado. Para ele, com os investimentos, “Mato Grosso do Sul será um dos estados brasileiros com mais estruturação na Segurança Pública”. Nesse sentido, o secretário José Carlos Barbosa destacou a importância do programa de Mato Grosso do Sul “devido à situação de crise enfrentada pelos demais estados da Federação”.Entregas imediatas As primeiras entregas do “MS Mais Seguro” foram feitas nesta terça-feira, durante o lançamento do programa. O governador Reinaldo e o secretário José Carlos Barbosa repassaram 74 novas viaturas, 60 para a Polícia Militar e 14 para o Corpo de Bombeiros. 230 novas armas também foram entregues aos policiais militares. Das viaturas recebidas pela Polícia Militar, 54 são motocicletas, sendo 19 de 250 cilindradas e 35 de 660 cilindradas, quatro vans e dois caminhões guinchos, que irão beneficiar diversos municípios do Estado. Os veículos foram adquiridos com recursos das multas de trânsito aplicadas pelos municípios conveniados. Entre as 230 novas armas recebidas pela Polícia Militar estão fuzis e espingardas de grosso calibre. São quatro fuzis calibre 7.62, 80 metralhadoras automáticas de calibre .40, 166 espingardas calibre 12 e 60 carabinas semiautomáticas calibre 5.56, que serão enviadas para os grupos especiais da PM e também para alguns municípios de Mato Grosso do Sul, especialmente aqueles localizados na fronteira.Já o Corpo de Bombeiros recebeu 14 viaturas, sendo oito Unidades de Resgate, sendo seis delas para Campo Grande e outras duas para municípios do interior; e mais seis viaturas Auto Bomba Rápidos (ABR), sendo 4 deles para Campo Grande e outros dois para os municípios do interior. O programa MS Mais Seguro será desenvolvido até dezembro de 2018 e contempla também reforma e modernização de delegacias, pelotões, presídios e Unidades Educacionais de Internação (UNEI’s) de Mato Grosso do Sul.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
SES registra mais 25 mortes por covid e MS chega a 3.469 óbitos
ESPORTE
Estadual de Futebol 2021: Jogos do grupo B terminam empatados em 1 a 1 neste domingo
MULHERES
Reinaldo Azambuja assina decretos que fortalecem políticas públicas para as mulheres
EDUCAÇÃO
Inep publica resultado das análises de recursos do Revalida
PROCESSO SELETIVO
Funsau abre processo seletivo para contratação de agente de farmácia, farmacêutico e médico
CRIME DE RECEPTAÇÃO
Homem vai para a delegacia por conduzir na BR 262 veículo roubado
POLICIAL
Homem é preso por receptação e apreende moto furtada no bairro Vila Mamona
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Na linha de frente, mulheres fazem gestão de excelência no combate da pandemia da Covid-19
POLICIAL
PM prende homem com mandado de prisão durante rondas no bairro Vila Guarani
POLICIAL
PM de Corumbá recupera motocicleta roubada minutos após o crime no bairro Popular Nova

Mais Lidas

GERAL
Ônibus clandestino com 34 bolivianos é apreendido no Brás em São Paulo