Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Perguntas e respostas sobre o Programa Mais Social

27 abril 2021 - 08h55Portal do Governo de MS

O Governo do Estado lançou o programa Mais Social, que vai prestar atendimento às famílias de Mato Grosso do Sul em situação de insegurança alimentar e nutricional. Regulamentado no dia 16 de abril, o programa está em fase de levantamento dos dados que irão apontar as famílias que devem receber o auxílio. A titular da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Elisa Cleia Nobre, ajuda a esclarecer alguns pontos sobre o programa que irá beneficiar 100 mil famílias. 

O que é o programa Mais Social?

O Mais Social é um auxílio pensado pela equipe do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para atender as famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. O programa vai pagar R$ 200 mensais para beneficiários que têm renda mensal familiar per capita inferior a meio salário mínimo. 

Como serão selecionadas as famílias? Mais de uma pessoa que mora na mesma casa pode participar?

As 100 mil famílias beneficiárias do Mais Social estão sendo extraídas conforme dados disponibilizados pelo CadÚnico. Conforme a regulamentação do programa será concedido um benefício por família.

Quem terá prioridade no Mais Social? 

Menor renda média do núcleo familiar, chefe de família do sexo feminino e maior número de crianças na faixa etária de 0 a 6 anos com acompanhamento pela Rede Pública de Saúde estão, entre os critérios prioritários no Mais Social.

O programa Mais Social estará presente na minha cidade?

O programa estará presente nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul e cada município possui equipes trabalhando com os dados locais para inserção de famílias beneficiárias.

Como saber se vou receber o benefício?

Equipes de cada município farão contato com os beneficiários, portanto é necessário aguardar a visita desses grupos de trabalho que estarão devidamente identificados e respeitando as normas de biossegurança adequadas ao atual momento de pandemia. 

O que posso fazer com os R$ 200,00?

O dinheiro, que será disponibilizado em forma de cartão, poderá ser utilizado em qualquer estabelecimento comercial para compra de comida e de itens de higiene. A compra de bebidas alcoólicas ou cigarros com esse cartão não será permitida. 

Quando começam os pagamentos?

As equipes da Sedhast estão trabalhando muito para que a distribuição dos cartões e o início dos pagamentos comecem no próximo mês.

Quais são os canais oficiais de informação sobre o Mais Social?

Uma das melhores formas de ficar por dentro das últimas informações do programa são as redes sociais (Facebook e Instagram) do Governo do Estado, bem como os sites www.ms.gov.br e www.sedhast.ms.gov.br.

Recebo o Bolsa Família, posso receber o Mais Social?

Sim. Desde que sua renda não ultrapasse o que estabelece o programa Mais Social.

Posso passar meu benefício do Mais Social para outra pessoa?

Não. O benefício não pode ser transferido para outra pessoa. Muito cuidado também para quem você entregará a senha do seu cartão.

Se eu utilizar incorretamente o benefício, posso perder o Mais Social?

Sim. Isso está previsto nas normas do Mais Social. Comprar itens não permitidos é uma das formas de infração ao programa. 

O Mais Social é para sempre?

O Mais Social é um programa permanente, ou seja, mesmo com o fim da pandemia ele continuará em prol das famílias do Estado. De tempo em tempo cada situação familiar será reavaliada. Conforme as famílias melhorem sua renda, o lugar será ocupado por outra família mais necessitada.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá