Menu
terça, 28 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Passageiro conta com túnel de desinfecção no terminal intermunicipal de Corumbá

24 setembro 2020 - 11h57Sylma Lima

Usuários que realizam o trajeto Corumbá / Campo Grande tem recebido todas as medidas de prevenção estabelecidas no protocolo de biossegurança definido pela prefeitura. Todo o procediemnto de embarque e dembarque é acompanhado e fiscalizado pela Vigilância Sanitária do município. 

Reaberto no início de setembro, o terminal rodoviário de Corumbá, que ficou cinco meses fechado, está preparado com todos os equipamentos necessários para proteger a saúde do viajante, que pode usufruir do seu direito de ir e vir com tranquilidade. O Capital do Pantanal fez uma visita rápida ao local e constatou que as normas estão sendo cumpridas.

À exemplo do túnel de desinfecção, que apesar de não ser um equipamento obrigatório, foi comprado e instalado pela Andorinha, principal empresa de transporte regulamentada para o serviço na cidade, que lutou por meses até conseguir retomar as atividades e contribuir para a diminuição do transporte clandestino na região.

Além do túnel, a Andorinha oferece máscara de proteção, para quem chega desprotegido no local; álcool em gel com frequência; medição da temperatura por termômetro digital; distanciamento no interior dos ônibus e redução na quantidade de passageiros por viagem. Todos os funcionários também estão protegidos com equipamentos individuais e seguem protocolos rígidos de inspeção de saúde.

Mesmo com o retorno do transporte intermunicipal regular e todos os cuidados tomados, ainda existe quem prefere arriscar a vida nas “caronas amigas”. Os dois horários de viagens permitidos pelo município não atendam à demanda.  

Em Corumbá, os ônibus da Androinha saem do terminal às 10h30 e 13h sentido a Capital e, os carros de passeio continuam oferecendo vagas livremente pelos grupos de WhatsApp e redes sociais. Eles não respeitam limite de lotação, não oferecem equipamentos de proteção individual, nem avaliam a saúde do passageiro e não oferecem seguro à vida de quem viaja com eles. Mesmo assim, devido ao benefício da flexibilidade de horário, terminam conquistando clientes.

Gesiel Rodrigues, gerente regional da Andorinha em Corumbá, destaca que a empresa respeita todas as medidas protetivas estabelecidas e entrega além do obrigatório aos seus usuários, “nos preparamos com antecedência para atender os corumbaenses com a mesma excelência de sempre e acreditamos que aumentar o número de viagens contribuiria para redução da tão perigosa prática do transporte clandestino na cidade".

Durante a pandeia, foram dezenas de apreensões de ônibus de fretamento realizando transporte irregular e carros de aplicativo transportando passageiros sem autorização. Em 18 de setembro, a Agepan abordou 100 veículos e autuou sete pela prática ilegal em Corumbá e Ladário.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tradição Popular
Entrega dos doces de Cosme e Damião é fé, devoção e caridade
Fronteira
Ex-vereador é morto por pistoleiros em Ponta Porã
Amambai
Ação conjunta apreende 260 Kg de maconha na rodovia MS 156
Costume Popular
Agetrat alerta motoristas sobre os cuidados no dia de São Cosme e Damião
Exemplo
Enfermeira de MS recebe prêmio nacional pelo trabalho na área de transplante de órgãos
Serviço
Últimos dias para licenciar veículos com placa final 9
Corumbá
Barraco de madeira é destruído pelo fogo na parte alta
Trânsito
Dois pedestres são atropelados durante conversão de via no Guatós
Ventania
Queda de mais de 10 árvores bloquearam a rodovia BR 262
Oportunidade
Fundação do Trabalho oferta 1.953 vagas de emprego em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

Queimadas
Vento forte faz fogo se espalhar e famílias ribeirinhas são resgatadas na madrugada
Fronteira
Ex-vereador é morto por pistoleiros em Ponta Porã
Trânsito
Dois pedestres são atropelados durante conversão de via no Guatós
Tradição Popular
Entrega dos doces de Cosme e Damião é fé, devoção e caridade