Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Pandemia: Com o aumento de leilões virtuais curso online orienta pecuaristas

Este é um treinamento exclusivo que busca auxiliar os produtores na escolha de reprodutores da raça que consigam gerar maior lucro, em menos tempo, na produção de bezerros e boi gordo

18 dezembro 2020 - 09h49Mariana Conte

“Programa Nelore 30 K”, esse é o nome do curso online desenvolvido pelo zootecnista Roberto Vilhena Vieira um material educativo que tem como proposta ensinar pecuaristas (principalmente os pequenos e médios), de forma personalizada, a avaliar a qualidade dos touros nos leilões virtuais, que cresceram significantemente, em decorrência da pandemia. Capacitação importante principalmente por Mato Grosso do Sul ser um dos líderes na produção de carne bovina do país. Corumbá pelo censo agropecuário de 2017, com quase 2 milhões de cabeça de gado assumiu o ranking nacional de cidade com maior número de bovinos.

Está cada vez mais comum ao pecuarista comprar touros Nelore com base em fotos e vídeos, seja nos anúncios da Internet ou nos leilões virtuais. Uma novidade para muitos ainda, por isso nada melhor do que estar bem informado e, assim, identificar as melhores oportunidades de negócio. Na web, há de tudo, até no agronegócio, e os empresários do ramo tem que tomar cuidado para não trocar gato por lebre.

Se presencialmente já era uma guerra, imagine disputar com milhares de outras pessoas pelas telas dos computadores. Em meio à intensa disputa, uma tática recorrida pelos produtores é confiar a escolha dos reprodutores aos pisteiros alegria que pode durar até o próximo pecuarista chamar o lance. Naquele vai e vem de emoções, poucos segundos de dúvida podem decretar a perda do lote. 

De acordo com o zootecnista Roberto, mentor do Programa Nelore 30K e jurado efetivo da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) avaliar cada detalhe do animal é primordial, “Mas, algumas vezes, até os mais experientes podem tropeçar, especialmente quando chega o momento de interpretar as Diferenças Esperadas na Progênie (DEPs). Saber as simplificações de índice genético, régua equilibrada, eleger as DEPs necessárias no rebanho e quais delas podem atuar de forma sinérgica ou antagônica é tão importante quanto dominar morfologia. Optar apenas por uma ou outra pode ser um caminho perigoso”, explicou o zootecnista.

O zootecnista detalhou que não basta ter boas DEPs nos sumários de touros compilados pelos Programas de Melhoramento Genético de animais Puro de Origem PO e/ou com Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP) ou ter o padrão racial da raça Nelore garantido pelo registro genealógico definitivo, o touro precisa ser um pacote completo.

Este é um treinamento exclusivo que busca auxiliar os produtores na escolha de reprodutores da raça que consigam gerar maior lucro, em menos tempo, na produção de bezerros e boi gordo. O método percorre todas as nuances da morfologia e melhoramento genético. (https://conteudo.pecpress.com.br/treinamento-touro-nelore-30k)

“Um touro precisa ser equilibrado, comprido, arqueado e profundo, com musculatura bem distribuída, possuir bons aprumos e cascos, bainha e umbigo bem posicionados, escroto de bom tamanho, forma e posicionamento, peito aberto, entre outras características essenciais”, analisa o zootecnista.

O pecuarista Eduardo Tetsuzo Nó, proprietário da Fazenda Arco V, em Camapuã - MS, disse ao Capital do Pantanal que esse tipo de capacitação é fundamental, ainda mais que os leilões virtuais aumentaram exponencialmente. “É importante que os pecuaristas em geral aprendam a lidar com os leilões virtuais, pois essa já é uma realidade que tende só aumentar, e dessa forma eles começam a entender com esse curso sobre dificuldades como o tempo de resposta da internet, congestionamento na web. E dar lance na web não é todos que sabem fazer ainda”, comentou.

Eduardo ressaltou também que algumas coisas também precisam ser melhoradas. “Como o leiloeiro, principalmente na questão de internet, que hoje é o maior meio de transmissão Não adianta nada por exemplo alguém em São Paulo ter 300 MG de internet e a resposta do leiloeiro que está transmitindo em outro Estado ser de 10 MG, e acontece de muitas vezes de congestionar, cair a conexão, por isso o telemarketing tem que ser bem funcional”, detalhou.

Em resumo com um bom treinamento, qualquer pessoa pode se tornar um verdadeiro expert na escolha do touro Nelore que precisa ser funcional, produtivo, precoce e apresentar ótimas DEPs, além de expressão racial.

Abaixo seguem dicas para acertar na escolha do seu touro Nelore no Leilão da TV ou nos anúncios da Internet.

1 -  Investigue a origem do animal

 Tenha em mente que se a realidade da propriedade de destino é a produção de carne a pasto não são touros de criatórios onde eles são tratados à base de ração que são a melhor solução. Visite a fazenda pessoalmente. Se não puder, use as redes sociais e o Google, conheça sua filosofia.

 2 - Busque garantias

Se o seu objetivo é produzir carne, pouco importa se o touro é PO ou CEIP, ele precisa ser melhorador. O PMGZ é um dos programas mais antigos do Brasil e trabalha em atualizações para certificar os touros Nelore PO com o CSG (Certificado de Superioridade Genética). 

Também, a partir de 1996, surgiram programas de melhoramento genético reconhecidos pelo MAPA, que certifica os touros Nelore produzidos por eles com CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção), comprovando que são realmente melhoradores.

 

3 - Não foque apenas nos touros top 0,1%

Os touros com classificação top 0,1% (o melhor entre mil animais avaliados) são uma ótima solução para corrigir imperfeições do rebanho com velocidade, mas devem ser utilizados com critério. Informe-se se o reprodutor é top na qualificação geral ou em apenas uma ou outra característica. Ele pode ser bom numa DEP e mediano ou até ruim em outra que seja importante para você.

 

4 - Solicite a DEP de facilidade de parto

Este atributo ganha ainda mais relevância se o touro for direcionado a novilhas primíparas. Caso essa informação não conste no catálogo, peça para o promotor ou leiloeira. O ideal são touros negativos ou próximos a ZERO.

 

5 - Objetive ganho de peso sem perder carcaça

 No item 3 é citado a importância de optar por touros com réguas de DEPs equilibradas. Fazendas de cria, por exemplo, buscam o maior peso à desmama, entretanto não podem esquecer da facilidade de parto. Já na produção de boi gordo seria importante equilibrar ganho em peso com qualidade de carcaça.

Zootecnista Roberto Vilhena é o mentor do Programa Nelore 30K

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor