Menu
quarta, 20 de janeiro de 2021
Andorinha Janeiro/Fevereiro
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Pais suspeitam que professora que estuprou em creche de Rio Verde não agia sozinha

07 agosto 2019 - 09h08Campo Grande News

A Polícia Civil de Rio Verde – a 207 quilômetros de Campo Grande – investiga se a professora preso por abusar de alunos em uma creche da cidade participava de um esquema com “característica de uma rede de pedofilia”. Segundo depoimento das vítimas, os crimes eram filmados pela suspeita. Pelo menos 11 crianças foram vítimas de estupro.

No início do mês passado, a defesa contrata pelos pais de seis crianças, vítimas da professora, entraram na justiça para pedir “produção antecipada de provas” contra ela.

No documento os advogados Ana Cristina Motta Gessi, Antônio Adonis Mourão Jr. e Caio Yule Marques Santos Jr., afirmam que há “suspeitas” de que a professora possa estar agindo com outros suspeitos no crime e pedem a apreensão das gravações de câmeras de segurança dos vizinhos dela ara comprovar a “movimentação” na casa.

O pedido está baseado em detalhes da investigação, que segue em segredo de justiça, e no depoimento das vítimas, que indicam que os abusos foram filmados pela suspeita. Uma das crianças ainda teria apontado à participação de outra professora nos crimes.

Apesar de ser contra a apreensão das imagens, o promotor do caso confirma as suspeitas do envolvimento de outras pessoas no crime, que segundo ele podem “caracterizar rede de pedofilia”. No entanto afirma que ainda se trata de uma hipótese investigada pela polícia.

A reportagem encontrou em contato com a Polícia Civil da cidade, mas foi informada que a delegada responsável pelo caso não irá se pronunciar por conta do sigilo da investigação. O pedido da defesa foi negado pelo juiz da cidade, que entendeu que ainda não há necessidade de “invadir a esfera privada de terceiros”.

Entenda – Os abusos foram descobertos depois que os pais das crianças perceberam vermelhidão na área genital das vítimas e procuraram a Delegacia de Polícia Civil. As crianças foram ouvidas, confirmaram os abusos e ainda apontaram outros coleguinhas que passaram pela mesma situação. Todas foram submetidas a exames.

A professora foi presa na tarde do dia 25 de junho e é investigada pelo estupro de pelo menos onze alunos da creche. A suspeita, no entanto, está afastada de suas funções no local desde o dia 7 de junho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Onça resgatada em novembro no Pantanal com queimaduras, será solta em seu habitat
FRAUDE ELEITORAL
Ministério Público quer impugnação de candidatos do PRB em Ladário
COVID-19
Pandemia ainda não acabou: MS registra mais de mil casos em apenas um dia
GERAL
Batida de carro e moto deixa criança ferida no Popular Nova
POLICIAL
PRF recupera dois veículos em MS que seriam levados para a Bolívia
JUSTIÇA
Alexandre de Moraes nega HC para anular seis prisões e mandar Jamil Name para casa
p
ECONOMIA
Preço da gasolina começa o ano acima do valor registrado em todos os meses de 2020
Combustível está 19,5% acima da média do mês com preços mais baixos de 2020
DEFESA CIVIL
Com previsão de mais chuva, Defesa Civil orienta população que mora em áreas de risco
EDUCAÇÃO
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
GERAL
MPT divulga nota técnica sobre medidas de proteção a trabalhadoras gestantes

Mais Lidas

POLICIAL
Empresário de MS é preso durante Operação da Polícia Civil contra crime organizado
SAÚDE
Servidora há 30 anos, Vitória aplicou primeiras doses da vacina contra COVID-19 em Corumbá
PRIMEIROS IMUNIZADOS
Corumbá e Ladário já tem os primeiros imunizados contra a Covid-19
GERAL
Justiça do Trabalho leva sinal de internet para guatós que vivem isolados no Pantanal