Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Pais suspeitam que professora que estuprou em creche de Rio Verde não agia sozinha

07 agosto 2019 - 09h08Campo Grande News

A Polícia Civil de Rio Verde – a 207 quilômetros de Campo Grande – investiga se a professora preso por abusar de alunos em uma creche da cidade participava de um esquema com “característica de uma rede de pedofilia”. Segundo depoimento das vítimas, os crimes eram filmados pela suspeita. Pelo menos 11 crianças foram vítimas de estupro.

No início do mês passado, a defesa contrata pelos pais de seis crianças, vítimas da professora, entraram na justiça para pedir “produção antecipada de provas” contra ela.

No documento os advogados Ana Cristina Motta Gessi, Antônio Adonis Mourão Jr. e Caio Yule Marques Santos Jr., afirmam que há “suspeitas” de que a professora possa estar agindo com outros suspeitos no crime e pedem a apreensão das gravações de câmeras de segurança dos vizinhos dela ara comprovar a “movimentação” na casa.

O pedido está baseado em detalhes da investigação, que segue em segredo de justiça, e no depoimento das vítimas, que indicam que os abusos foram filmados pela suspeita. Uma das crianças ainda teria apontado à participação de outra professora nos crimes.

Apesar de ser contra a apreensão das imagens, o promotor do caso confirma as suspeitas do envolvimento de outras pessoas no crime, que segundo ele podem “caracterizar rede de pedofilia”. No entanto afirma que ainda se trata de uma hipótese investigada pela polícia.

A reportagem encontrou em contato com a Polícia Civil da cidade, mas foi informada que a delegada responsável pelo caso não irá se pronunciar por conta do sigilo da investigação. O pedido da defesa foi negado pelo juiz da cidade, que entendeu que ainda não há necessidade de “invadir a esfera privada de terceiros”.

Entenda – Os abusos foram descobertos depois que os pais das crianças perceberam vermelhidão na área genital das vítimas e procuraram a Delegacia de Polícia Civil. As crianças foram ouvidas, confirmaram os abusos e ainda apontaram outros coleguinhas que passaram pela mesma situação. Todas foram submetidas a exames.

A professora foi presa na tarde do dia 25 de junho e é investigada pelo estupro de pelo menos onze alunos da creche. A suspeita, no entanto, está afastada de suas funções no local desde o dia 7 de junho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Serviço
Sesc inaugura nova unidade em Corumbá
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Em Campo Grande
MDB filia novos membros para juventude do partido
Luto
Armando Anache morre aos 91 anos no Rio de Janeiro
Campanha
Corumbaense pode descartar medicamentos em drive thru nesta quinta (23)
Em Corumbá
Abertas as inscrições para o Festival Internacional de Pesca Esportiva
"Dark Money"
Operação cumpre mandados contra esquema que desviou mais de 23 milhões dos cofres de Maracaju
Só piora
Cinco incêndios urbanos foram registrados nas últimas 24 horas
Fazendo xixi
Mulher cai em ribanceira de 10 metros na Avenida General Rondon
Vento Forte
Figueira cai sobre residência e danifica rede elétrica no Loteamento Pantanal

Mais Lidas

Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Tempo
Inverno se despede com temperaturas acima dos 40°C e umidade do ar em níveis críticos