Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Pai de Fernandinho está preso e responderá por crime de sequestro

19 fevereiro 2021 - 11h27Mariana Conte

Fernando de Souza Pereira, pai do menino Fernando Henrique Santos Pereira, de 11 anos, que foi  responsável pelo desparecimento da criança na manhã desta quarta-feira, 17, está preso e responderá por crime de sequestro.

A delegada Tatiana Zingier e Silva responsável pelo caso concedeu entrevista coletiva a imprensa na manhã desta sexta-feira (19) para esclarecimentos. Ela relatou que as primeiras informações obtidas do desaparecimento a polícia soube por redes sociais e entraram em contato com os números que apareciam. “Até que consegui contatar com o pai e num primeiro momento ele não levantava suspeitas e parecia preocupado com o suposto sumiço da criança”.

A delegada conta que junto com a equipe policial foram até a casa da criança, conversaram com a mãe e com uma vizinha, elas contaram que a criança teria passado pela padaria. Logo em seguida entraram em contato com a funcionária dessa padaria que confirmou que a criança tinha passado por lá, acenado e seguido reto, e que a criança aparentava estar bem vestida e não chamou atenção.

“Na parte da manhã acompanhamos câmera de segurança, na parte da tarde seguimos para ver se as imagens diziam algo e não estávamos encontrando lugares com imagens que pudesse nos mostrar a criança. Em conversa com a mãe e com uma criança descobrimos uma outra testemunha que teria visto o menino entrar num ônibus com um homem que parecia ser o pai”, contou a delegada que disse que essas informações foram adquiridas por volta das 16h30. “Quando por volta das 17h30 espontaneamente o pai da criança chegou na delegacia para buscar informações sobre o paradeiro da criança e eu estava na sala com mais alguns policiais e ele entrou e começou a conversar conosco. Pedimos o que ele tinha de informação e o mesmo disse que não parou de procurar o filho”.

De acordo com a delegada nessa troca de informações chegou uma equipe policial que estava na rua coletando informações. “Os policiais entraram e comentaram que estavam conversando com uma criança que comentou que o autor colocava créditos no celular dessa criança para falar com o filho e que eles teriam conversado no dia do desaparecimento. Com essa informação em mãos perguntamos para o pai sobre a veracidade desse fato”, relatou.

Diante dessa pergunta da equipe policial o pai que num primeiro momento dizia que não falava com a criança desde a separação, cerca de um mês, quando saiu de casa entrou em contradição. “Dissemos a ele que tínhamos informações de que ele colocava créditos no celular dessa criança para falar com o filho e ele começou a cair em contradições até que logo depois confessou que estava com o menino”, afirmou Tatiana.

A partir dessa confissão a equipe policial acompanhou o pai até a casa da irmã dele, onde o filho encontrava-se dormindo num colchão ao lado de outra criança, filha da dona da casa. Na residência também estava um sobrinho do autor.

Segundo a delegada tanto a dona da casa quanto o sobrinho do autor serão investigados por uma possível participação nesse crime de sequestro. Fernando de Souza Pereira, pai do menino responderá por crime de sequestro. 

A delegada ainda informou a imprensa que durante as investigações e em oitiva com a mãe do menino descobriram que o pai pediu a mãe a certidão de nascimento e a carteira de vacinação da criança. “E a mãe nos disse que não entregou porque ele já tinha o CPF e o RG da criança. Então a nossa equipe de investigação acredita que ele queria fugir com o filho”, ressaltou.

Sumiço não foi a primeira vez

Em depoimento na delegacia a mãe do menino contou que essa não foi a primeira vez que acontece esse sumiço. A mãe disse na oitiva que há uns quatro anos atrás quando o casal tinha brigado ,o filho teria ficado com o pai e ele num determinado momento teria entrado em contato com a mãe dizendo que a criança teria sumido e ninguém sabia onde estava. “Chegou na delegacia para registar boletim de ocorrência e quando a mãe chegou desconversou e disse que já tinha resolvido e que a criança tinha sido encontrada. Na ocasião ele fez a criança mentir que tinha fugido e teria se perdido”, afirmou a delegada.

Naquela época a mãe voltou o relacionamento com o pai. “Então acreditamos que ele fez tudo isso para tentar reatar esse relacionamento que tinha perdido, uma vez que já tinha tido essa atitude há um tempo atrás”, salientou a responsável do caso.

Quando foi interrogado o autor conta que a criança apareceu na casa dele por volta das 20h da noite e que a criança estava suja e mau cuidada e que a criança não queria ficar com a mãe e que só não contou porque o caso tinha tomado proporções muito grandes e ele teria ficado com medo do que poderia acontecer. “O que a equipe de investigação não acredita. São desculpas que ele dá pelo que fez, porque não tem justificativas”, reforçou a delegada.

Nos depoimentos a mãe da criança, que tinha medida protetiva contra Fernando, disse que já sofreu várias agressões físicas por parte dele.

O caso do desaparecimento foi um trabalho em conjunto da Delegacia Regional de Corumbá, Delegacia da Mulher, do 1ºDP e da Delegacia da Infância.

Fernandinho estava o tempo todo com o paiFernandinho estava o tempo todo com o pai Foto: Divulgação

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida