Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Operação conjunta Imasul-PMA apreende 248 kg de pescado e aplica R$ 68 mil em multas

18 março 2021 - 11h38Mariana Conte

Operação conjunta desenvolvida por fiscais ambientais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e policiais militares ambientais apreenderam 248 quilos de pescado retirados de forma irregular dos rios. A Operação Sonora-Corumbá começou na quinta-feira (11) e se estendeu até a segunda-feira (15); foi a primeira dessa temporada de pesca em que vigora a modalidade Pesque e Solte nos rios do Estado, sendo permitido levar apenas um exemplar de peixe nativo e cinco exemplares de piranha.

Os fiscais e policiais percorreram 780 quilômetros de trechos dos rios Correntes, Piquiri, São Lourenço e Paraguai, nas regiões Norte e Oeste do Estado, e o foco era averiguar se a norma de Pesque e Solte está sendo cumprida e também se os pescadores portavam a Licença Ambiental de Pesca Amadora, que nesse ano pode ser no formato digital.

“Claro que a fiscalização aproveita para verificar as instalações localizadas próximas às margens dos rios, a documentação das embarcações, petrechos usados pelos pescadores e todos os fatores que compreendem o controle ambiental. Essa foi a primeira operação conjunta deste ano e logo teremos outras, sempre fazendo os ajustes e aprimoramentos necessários para obter os melhores resultados”, disse o diretor de Licenciamento do Imasul, Luiz Mario Ferreira.

Foram abordados 116 pescadores, sendo que muitos não portavam licença de pesca. Sendo assim, tiveram os petrechos apreendidos e foram autuados. Os fiscais recolheram 25 molinetes e autuaram 5 pessoas por transportarem pescado irregular. Para essa infração a multa foi de R$ 8.578,00. Já outros R$ 30 mil em multas correspondem a seis embarcações de turistas que trafegavam sem licença e mais R$ 30 mil por ranchos e pousadas com instalações irregulares.

“Nosso objetivo é manter o peixe no rio, fazer com que as leis e normas ambientais sejam respeitadas, que o meio ambiente seja conservado, porque dessa forma teremos turistas o ano todo, teremos movimento nos hotéis, nas pousadas e pesqueiros e teremos rios vivos. Essa é a visão do governo do Estado ao criar as normas ambientais”, disse o diretor presidente do Imasul, André Borges.

Além de embarcações e petrechos de pesca, os policiais e fiscais também apreenderam uma arma de fogo, sendo que o portador fugiu no momento em que se tentava a abordagem.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor