Menu
sábado, 19 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Operação conjunta Imasul-PMA apreende 248 kg de pescado e aplica R$ 68 mil em multas

18 março 2021 - 11h38Mariana Conte

Operação conjunta desenvolvida por fiscais ambientais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e policiais militares ambientais apreenderam 248 quilos de pescado retirados de forma irregular dos rios. A Operação Sonora-Corumbá começou na quinta-feira (11) e se estendeu até a segunda-feira (15); foi a primeira dessa temporada de pesca em que vigora a modalidade Pesque e Solte nos rios do Estado, sendo permitido levar apenas um exemplar de peixe nativo e cinco exemplares de piranha.

Os fiscais e policiais percorreram 780 quilômetros de trechos dos rios Correntes, Piquiri, São Lourenço e Paraguai, nas regiões Norte e Oeste do Estado, e o foco era averiguar se a norma de Pesque e Solte está sendo cumprida e também se os pescadores portavam a Licença Ambiental de Pesca Amadora, que nesse ano pode ser no formato digital.

“Claro que a fiscalização aproveita para verificar as instalações localizadas próximas às margens dos rios, a documentação das embarcações, petrechos usados pelos pescadores e todos os fatores que compreendem o controle ambiental. Essa foi a primeira operação conjunta deste ano e logo teremos outras, sempre fazendo os ajustes e aprimoramentos necessários para obter os melhores resultados”, disse o diretor de Licenciamento do Imasul, Luiz Mario Ferreira.

Foram abordados 116 pescadores, sendo que muitos não portavam licença de pesca. Sendo assim, tiveram os petrechos apreendidos e foram autuados. Os fiscais recolheram 25 molinetes e autuaram 5 pessoas por transportarem pescado irregular. Para essa infração a multa foi de R$ 8.578,00. Já outros R$ 30 mil em multas correspondem a seis embarcações de turistas que trafegavam sem licença e mais R$ 30 mil por ranchos e pousadas com instalações irregulares.

“Nosso objetivo é manter o peixe no rio, fazer com que as leis e normas ambientais sejam respeitadas, que o meio ambiente seja conservado, porque dessa forma teremos turistas o ano todo, teremos movimento nos hotéis, nas pousadas e pesqueiros e teremos rios vivos. Essa é a visão do governo do Estado ao criar as normas ambientais”, disse o diretor presidente do Imasul, André Borges.

Além de embarcações e petrechos de pesca, os policiais e fiscais também apreenderam uma arma de fogo, sendo que o portador fugiu no momento em que se tentava a abordagem.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal
GERAL
Bombeiros combatem incêndio em concessionária no Centro
POLICIAL
PM de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto na área central
GERAL
Atenção ao prazo: licenciamento de veículos com placas 3 e 4 vence neste mês