Menu
sábado, 23 de janeiro de 2021
Senar MS
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Operação carnaval autua quatro turistas e apreende pescado, barcos, e apetrechos ilegais

08 março 2019 - 09h01Sylma Lima

 Em virtude dos reforços de fiscalização durante períodos de feriados prolongados, alguns pescadores deixam para depois das operações que são realizadas, para a prática de pesca irregular. Por essa razão, a PMA de Dourados realizou na região do Parque Estadual das Várzeas do rio Ivinhema e rio Brilhante, uma operação iniciada no dia 3, encerrada hoje (8), e autuou quatro turistas por pesca ilegal.

No município de Ivinhema, nas imediações do Parque Estadual das Várzeas do rio Ivinhema (PEVRI), uma equipe prendeu um catarinense por pesca predatória. O infrator (57) havia capturado 24 kg de pescado, havendo exemplares de peixes abaixo da medida permitida pela legislação. Havia exemplar de pintado com 72 centímetros, quando o tamanho mínimo de captura para a espécie é de 90 centímetros.

O pescado, um barco e um motor de popa foram apreendidos. O infrator responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para o crime é de um a três anos de detenção. A PMA lavrou um auto de infração administrativo e aplicou multa de R$ 1.180,00 contra o autuado. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

Rio Brilhante

Outra equipe que trabalhou no rio Brilhante autuou três pescadores por pesca ilegal e apreendeu embarcações e diversos petrechos de pesca ilegais. Três paranaenses, de 38, 41 e 52 anos, foram autuados por pescarem embarcados sem licença ambiental. Com os pescadores foram apreendidos um barco, um motor de popa, quatro molinetes e carretilhas com varas. Eles não haviam capturado nenhum pescado ainda.

Os policiais efetuaram autos de infrações administrativos e aplicaram multa no valor total de R$ 900,00. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente infração administrativa. Logo que sejam pagas as multas, os pescadores poderão ter os materiais restituídos.

Durante a operação nos dois rios, os policiais ainda retiraram cinco redes de pesca, 29 anzóis de galho, dois espinheis com 15 anzóis cada um, e seis covos (armadilhas). Vários peixes que estavam vivos nos petrechos foram soltos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Chuva acima da média histórica desabriga famílias
SAÚDE
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
COVID-19
Mais de 30 mortes por coronavírus são registradas em apenas um dia no Estado
Denúncia
Mato, esgoto estourado e lixo tomam conta de Ladário
UTILIDADE PÚBLICA
Sanesul informa que poderá faltar água no bairro Jardim Aeroporto e imediações
Meio Ambiente
Em liberdade e monitorada: onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
POLICIAL
PM prende homem com mandado de prisão após ocorrência de furto de moto no Cristo Redentor
PRORROGADO TOQUE DE RECOLHER
Toque de recolher é prorrogado em Mato Grosso do Sul
EDUCAÇÃO
Enem 2020 tem novidades em acessibilidade
ESQUEMA DE COMBUSTÍVEL
PRF flagra esquema de furto de combustíveis e condutor entregou óleo diesel em Corumbá

Mais Lidas

Denúncia
Mato, esgoto estourado e lixo tomam conta de Ladário
ESQUEMA DE COMBUSTÍVEL
PRF flagra esquema de furto de combustíveis e condutor entregou óleo diesel em Corumbá
PRORROGADO TOQUE DE RECOLHER
Toque de recolher é prorrogado em Mato Grosso do Sul
POLICIAL
PM prende homem com mandado de prisão após ocorrência de furto de moto no Cristo Redentor