Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Na abertura da Feapan, mercado do boi mostra reação após cheia no Pantanal

16 novembro 2018 - 10h51Assessoria de imprensa

Com o pantaneiro ainda enfrentando dificuldades para manusear o gado após a última cheia na planície – março a agosto -, a pouca oferta de boi magro no mercado e o aumento da arroba estão elevando os preços dos animais de cria, conforme ficou constatado no leilão de gado de corte realizado na abertura da Feira Agropecuária do Pantanal (Feapan 2018), na noite desta quinta-feira, em Corumbá.

“Está havendo muita procura e pouca oferta e, com isso, obtivemos bons preços nos leilões, onde alguns lotes foram bem disputados”, informou o leiloeiro Carlos Guaritá, da Leiloboi, que realiza os eventos da Feapan. O presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, disse que o mercado está reagindo a esta tendência, arrematando no leilão bezerro a R$ 1.300,00 e vaca a R$ 1.000,00, prevendo  preços em alta.

Cavalo pantaneiro

As dificuldades de manejo do gado e o período da vacinação foram determinantes para a comercialização de apenas 550 animais (distribuídos em 30 lotes) de cria e recria, no primeiro leilão da Feapan, segundo Carlos Guaritá, quando se esperava o dobro. “Mas foi um excelente leilão, com uma média ótima de comercialização”, disse ele. O leilão atraiu compradores de várias regiões do Estado.

Nesta sexta-feira, às 20h, será realizado o leilão de 200 touros (reprodutores das raças nelore, nelore mocho, guzerá e caracu) de alto padrão genético, se esperando também uma noite de grandes negócios no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros.  No sábado (17), acontece o leilão de 40 cavalos pantaneiros criados no Estado e em Poconé (MT), com transmissão pelo Canal do Boi, no Clube Corumbaense.

Novo mandato

Durante a abertura da Feapan 2018, uma das maiores feiras do Pantanal, o presidente o Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, fez um balanço da sua gestão, comandando uma diretoria jovem em uma das entidades rurais mais antigas do Estado, e destacou que hoje o sindicato se profissionalizou e tem atuado em várias frentes. Ele continua no cargo em 2019 para cumprir o terceiro mandato.

Luciano citou como ações o atendimento em saúde aos trabalhadores rurais, a realização de 157 cursos de qualificação profissional em 2018, beneficiando 1.900 pessoas, e os investimentos na melhoria do parque de exposição, onde foi construído um novo curral para mil animais e a pista de laço. Também destacou a participação do sindicato no programa Agrinho, da Famasul, envolvendo 53 escolas e 15.468 alunos.

Restrições ambientais

Representando a Famasul (Federação de Agricultura de MS) no evento, o pecuarista Leonardo de Barros exaltou o que chamou de festa típica pantaneira e cobrou do Município a inclusão da Feapan no calendário de eventos. “Esta feira é um congraçamento, de vender e comprar, uma troca de experiências”, disse. Barros cobrou menos restrições ambientais ao pantaneiro ao citar o projeto 750, que tramita no Congresso.

Presentes ao primeiro dia da feira o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes; o vereador Evander Vendramini, presidente da Câmara e eleito deputado estadual; o chefe da Embrapa Pantanal, Jorge Antônio Ferreira de Lara; criadores do cavalo pantaneiro; invernistas e pecuaristas. A Feapan tem o apoio da Prefeitura de Corumbá e da Famasul. Conta com a participação de expositores, shows gratuitos e palestras.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19