Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Mulher é multada por manter aves silvestres em cativeiro

30 julho 2019 - 08h28Kamilla Marques

Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado autuaram uma mulher de 29 anos por manter aves silvestres ilegalmente em cativeiro. A PMA realizava fiscalização na cidade e localizou nesta segunda-feira (29) duas aves que eram mantidas em cativeiro sem autorização ambiental. Uma ave da espécie curió (Oryzoborus angolensis) e uma da espécie coleirinho (Sporophila caerulences) estavam em gaiolas e foram apreendidas.

A infratora, residente em Aparecida do Taboado, foi autuada administrativamente e multada em R$ 1.000,00. Ela foi conduzida, juntamente com as aves e gaiolas apreendidas, à delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Se condenada, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Os animais foram encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo