Menu
quinta, 23 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

MS garante mais de R$ 6,4 milhões para bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado

06 abril 2021 - 08h34Portal do Governo de MS

Acordo firmado entre a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e a Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS) garantirá mais de R$ 6,4 milhões para o pagamento de bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado para programas de pós-graduação emergentes e em consolidação no Mato Grosso do Sul, com projetos em áreas prioritárias do Estado.

As áreas foram selecionadas pelas universidades, juntamente com a Fundect, durante workshops realizados no ano de 2020; são elas: Bioeconomia e Biotecnologia, Desenvolvimento Sustentável, Inovação e Fronteiras.

Com os recursos, será possível a implementação de 113 bolsas, sendo 55 de mestrado (24 meses de duração), 40 de doutorado (36 meses) e 18 de pós-doutorado (12 meses), já a partir de agosto de 2021.

Os programas de pós-graduação considerados emergentes e em consolidação pela Capes e que também foram mapeados durante os workshops podem ser vistos AQUI.

As universidades serão notificadas em abril sobre o montante e a modalidade de vagas em cada programa, para que abram seus editais internos para o preenchimento das vagas.

De acordo com o diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, o recurso será essencial para fortalecer e consolidar estes programas de pós-graduação, importantes para o desenvolvimento do Mato Grosso do Sul. “Graças ao trabalho incansável dos servidores da Fundect, junto às universidades e institutos de pesquisa de MS, foi possível a aprovação dos 4 projetos e linhas de pesquisa que receberão recursos para pagamento de bolsas. É um grande fôlego que oferecemos para esses cursos emergentes de pós-graduação que, com toda a certeza, farão diferença no cenário científico e tecnológico de nosso Estado”, afirmou Márcio.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, salientou que o acordo firmado é mais uma vitória para o processo de formação intelectual de nosso Estado.

“Uma das estratégias de fortalecimento do cenário de pesquisa e inovação no MS é sem dúvidas o investimento na formação de pessoas, gerando consequentemente mão de obra ainda mais qualificada dentro de Mato Grosso do Sul. Estas pessoas irão produzir, gerar conteúdos, pesquisas, trazer desenvolvimento para toda a sociedade sul-mato-grossense”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trabalho Conjunto
Operação Fronteira Legal apreende produtos de descaminho em hotéis de Dourados
Óbito
Irmãos são esfaqueados e o mais velho morre no caminho do hospital
Cidade
Incêndio consome vegetação próxima ao Mirante da Capivara
Cidade
Árvore de grande porte cai sobre casa na avenida Rio Branco
Proposta
Mutirão da vacina deve aplicar 275 mil doses contra Covid em sete dias
Imunização
Veja quem pode se vacinar nesta quinta-feira (23) em Corumbá
Tempo
Sol, calor e tempo firme predominam nesta quinta-feira em Mato Grosso do Sul
Serviço
Sesc inaugura nova unidade em Corumbá
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Em Campo Grande
MDB filia novos membros para juventude do partido

Mais Lidas

Denúncia
Carretas impedem tráfego de veículos na BR 262
Fazendo xixi
Mulher cai em ribanceira de 10 metros na Avenida General Rondon
Arma Apreendida
Polícia prende autor após perseguição e troca de tiros no Cristo Redentor
Investigação
MPF cobra Santa Casa de Corumbá sobre uso de recursos federais na pandemia