Menu
terça, 27 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

MS está entre treze estados que votará o segundo turno para governador

28 outubro 2018 - 08h49Agência Brasil

Os eleitores de 13 estados e do Distrito Federal irão às urnas, neste domingo (28), votar para governador, além de escolher o futuro presidente da República. Entre os candidatos a governador disputando o segundo turno, há somente uma mulher: a senadora Fátima Bezerra (PT), no Rio Grande do Norte.

A petista concorre com Carlos Eduardo (PDT). Embora tenham sido registradas 30 candidaturas de mulheres aos governos estaduais, nenhuma foi eleita no primeiro turno, e apenas Fátima Bezerra chegou ao segundo turno.

A senadora é também a única candidata do PT no segundo turno. O partido elegeu três governadores no primeiro turno: Camilo Santana (CE), Paulo Câmara (BA) e Wellington Dias (PI), além de aliados como Flávio Dino (PCdoB-MA) e Renan Filho (MDB-AL).

Apoio

O partido do presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL, tem três concorrentes no segundo turno das eleições estaduais: Coronel Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR) e Comandante Moisés (SC).

Isso sem contar os candidatos de outras legendas que declararam apoio a Bolsonaro, como José Ivo Sartori (MDB-RS), Eduardo Leite (PSDB-RS), João Doria (PSDB-SP), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS) e Amazonino Mendes (PDT-AM).

Mesmo com a derrota do tucano Geraldo Alckmin na corrida presidencial, o PSDB é o partido com maior número de candidatos a governador no segundo turno. São seis: além de Doria, Leite e Azambuja, Antônio Anastasia (MG), José de Anchieta (RR) e Expedito Júnior (RO). No primeiro turno, o partido não elegeu governador.

Três candidatos do PSB foram eleitos no primeiro turno: Paulo Câmara (PE), Renato Casagrande (ES) e João Azevêdo (PB). Agora há mais quatro concorrendo: Rodrigo Rollemberg (DF), Marcio França (SP), João Capiberibe (AP) e Valadares Filho (SE).

Veja os candidatos a governador no segundo turno:

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Candidato à reeleição, Azambuja teve 44,61% dos votos no primeiro turno. Começou sua carreira política como prefeito de Maracaju, por dois mandatos consecutivos. Antes de chegar ao governo do estado, nas eleições de 2014, elegeu-se deputado estadual e federal. O governador foi citado na delação do empresário Wesley Batista, da JBS. Ele teria recebido R$ 45,6 milhões em propina, denúncia que está sob investigação no Superior Tribunal de Justiça.

Juiz Odilon (PDT)

Estreante em eleições, o juiz federal aposentado conseguiu 31,62% dos votos no primeiro turno. Pernambucano, migrou com a família para o Mato Grosso em 1953, fugindo da seca. Como juiz federal, atuou no combate ao narcotráfico na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, condenando chefes do crime organizado. Até hoje vive sob proteção policial, pois teve a cabeça oferecida a prêmio pelo narcotráfico. Seu trabalho inspirou o filme Em Nome da Lei, do diretor Sérgio Rezende.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em Corumbá
Receita Federal publica Edital para leilão de 82 lotes
Município
Primeira parcela do IPTU 2021 vence nesta sexta-feira; pagamento à vista vai até 10 de agosto
Distribuição
Corumbá e Ladário recebem novas doses da vacina contra Covid
Novo Parceiro
Santhiago forma nova dupla e retorna para música
Olimpíadas 2021
Da tampa de isopor ao ouro olímpico, a longa jornada de Ítalo Ferreira
Ação Social
Famílias ribeirinhas recebem cestas básicas e cobertores
Financiamento Estudantil
Fies abre inscrições nesta terça-feira (27)
Agressão
Homem é preso após arremessar cadeira contra esposa
Nova Remessa
Mais de 110 mil doses de vacina contra Covid chegam esta semana em MS
Em redução
Julho segue com a menor média de casos de Covid no ano em MS

Mais Lidas

Pedrada
Briga de família termina com mãe ferida e filho preso
Última semana
Julho termina com intensa massa de ar polar; saiba quais serão os dias mais frios no Estado
Oportunidade
Inscrições para estágio na Justiça Federal terminam nesta terça (27)
Tráfico de Drogas
Mala com 14 quilos de pasta base é encontrada na rodoviária de Corumbá