Menu
sexta, 19 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

MPF/MS denuncia ex-agentes da Penitenciária Federal envolvidos em plano de fuga 

21 abril 2016 - 09h52Sylma Lima
O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) denunciou dois ex-agentes penitenciários federais, Humberto Campos e Gustavo Jaeger, por corrupção passiva (artigo 317, do Código Penal), crime que prevê pena de 2 a 12 anos de prisão. O MPF pede ainda o aumento da pena em 1/3 pela “infração ao dever funcional”. Eles são acusados de receber vantagens ilegais, entre 2009 e 2013, de detentos da Penitenciária Federal de Campo Grande/MS (PFCG), entre eles Luiz Fernando da Costa (Fernandinho Beira-Mar) e Alexander de Jesus Carlos (Choque), vinculados às organizações criminosas Liga da Justiça e Comando Vermelho. Campos e Jaeger foram demitidos após investigação interna da Penitenciária, respectivamente, em 2 de janeiro de 2013 e 17 de dezembro de 2014. Os contatos indevidos de Gustavo Jaeger com detentos foram comprovados a partir dos oito Procedimentos Administrativos Disciplinares (PAD) instaurados, que foram aceitos pelo ministro da Justiça, sendo um para cada conduta indevida praticada por ele. Entre os registros dos PADs estão a conversa e a entrega irregular de objetos a Marcinho VP (líder do Comando Vermelho), bem como conversas indevidas com Leandrinho Quebra-ossos (membro da milícia Liga da Justiça) e outros detentos, e também a desconexão dos cabos de rede dos equipamentos para transmissão e armazenamento das imagens das câmeras de monitoramento da vivência Charlie, uma das quatro grandes áreas de celas individuais da Penitenciária. No mesmo contexto, o denunciado Humberto Campos manteve contato indevido com Beira-Mar, enquanto o conduzia entre os setores de isolamento e de saúde da PFCG. O Setor de Inteligência da PFCG levantou informações de que presos, estariam desenvolvendo planos para evasão em massa de detentos vinculados à facção Comando Vermelho, e, para isso, contariam com a colaboração de agentes penitenciários, que forneceriam informações acerca dos procedimentos de segurança e eventuais vulnerabilidades da Penitenciária Federal de Campo Grande, além de oferecer recursos necessários para a fuga. Beira-Mar admitiu a existência do plano de fuga e afirmou que o pagamento de agentes penitenciários que aceitassem prestar favores a membros da facção Comando Vermelho custodiados naquela unidade prisional se daria por intermédio de advogados. Eles receberam dinheiro de detentos do Presídio Federal de Campo Grande Extratos bancários obtidos pela investigação indicam movimentações financeiras incompatíveis com as remunerações dos agentes. Em apenas uma das dez contas bancárias mantidas pelos acusados, descobriu-se depósito, em maio e junho de 2013, de R$ 52.863,92 sem indicação de origem. O processo corre em segredo na 5ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande. (Informações assessoria de imprensa MPF/MS)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Operação conjunta recupera objetos furtados na Igreja Nossa Senhora da Candelária
Participação Popular
Responda a pesquisa que vai deixar o Capital do Pantanal com a sua cara
Mais do que informar, queremos estar presentes na vida dos leitores com pautas que sejam interessantes e importantes para o dia a dia
Oportunidade
Concurso público unificado da Justiça Eleitoral: prazo de inscrição termina hoje (18)
Em Campo Grande
Fazenda da família de Michel Teló é multada por desmatamento ilegal
Consumidor
Preço do etanol sobe média de R$ 0,40 em uma semana no estado
Empreendedorismo
Etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios está com inscrições abertas em MS
Moda
Estilista de MS cria coleção com famosas onças da artista visual Lúcia Martins
Direitos Humanos
Mortes violentas no Brasil diminuem 3,4% em 2023
Educação
Prouni 2º semestre: inscrições começam na próxima terça-feira
Gestão
Economista Cristiane Schmidt assume a presidência da MSGÁS

Mais Lidas

5 mandados
Operação da PF combate tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Corumbá
Últimas 24 horas
Óbito de motociclista em Ladário é destaque no plantão dos Bombeiros
Últimas 24h
Plantão registra facada, agressão física e resgate fluvial no Pantanal
Atualização
Equipes mantém monitoramento nas regiões Maracangalha e Morro do Urucum