Menu
quarta, 29 de junho de 2022
Andorinha Institucional 2022
Andorinha Institucional
Geral

MPF aponta irregularidades nas pesquisas do Instituto Ranking em MS

25 maio 2022 - 09h30Assessoria de Comunicação do MPF

O Ministério Público Federal move ação pedindo suspensão da divulgação de uma pesquisa de opinião para o governo do estado de Mato Grosso do Sul, que havia sido registrada no dia 4 desse mês e divulgada no dia 8, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número MS- 0600053-21.2022.6.12.0000, pelo Instituto Ranking Brasil. 

O Instituto Ranking Brasil é responsável por mais de 50 pesquisas realizadas em Mato Grosso do Sul, todas pagas pelo próprio Instituto, com o custo total de R$ 452.000,00, além de todas serem assinadas pelo mesmo estatístico, Augusto da Silva Rocha. O profissional é investigado pela participação na elaboração de pesquisas fraudulentas em vários estados do país.  

No parecer, a Procuradoria Eleitoral acrescentou na decisão de impugnação da pesquisa eleitoral um pedido para que o Instituto Ranking Brasil comprove sua capacidade financeira de ficar financiando as próprias pesquisas eleitorais. O MPF expressamente indicou a forte característica de fraude eleitoral pelo Instituto. 

Estatístico do Instituto Ranking Brasil 

Segundo levantamento publicado pelo jornal O Globo em outubro de 2020, Augusto Rocha já havia coordenado 937 pesquisas eleitorais, a maioria financiada pelos próprios institutos, o que tem levantado suspeitas sobre a origem dos recursos para realização das pesquisas. Por isso, o Conselho Federal de Estatística abriu um procedimento interno em outubro de 2020 para investigar Augusto Rocha por coordenar essas 937 pesquisas eleitorais, diante das suspeitas de irregularidades. 

Proprietário do Instituto Ranking Brasil 

Em 2016, o empresário Antônio Ueno, foi condenado pela Justiça Eleitoral a pagar R$ 5 mil de multa por remunerar o Facebook com o objetivo de impulsionar pesquisa eleitoral onde na época o candidato Marquinhos Trad (PSD) aparecia em primeiro lugar nas intenções de voto. Não é a primeira vez que o empresário é condenado pela Justiça Eleitoral. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Fabricante de cimento não comparece em audiência pública e é criticada
Imunização
Ladário inicia vacinação contra Influenza para toda população a partir de 6 meses de idade
Projeto Ambiental
APA Baía Negra recebe Placas Ilustrativas de aves silvestres
Esporte
Circuito Funec de Corrida de Rua promove 2ª etapa no domingo (3)
Sejusp
Decreto estabelece criação de Delegacias de Atendimento Comunitário em Corumbá e Ponta Porã
LDO 2023
Câmara aprova projeto que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentária de 2023
Na BR 262
Passageiros de ônibus que saíram de Corumbá são presos com 30 kg de cocaína
Resolvido
Central 190 da PM volta a funcionar
Habitação
Primeira etapa da regularização fundiária contempla 70 beneficiários em Corumbá
Facilidade
Com até 100% de desconto, REFIS pode ser aderido até pelo WhatsApp

Mais Lidas

Salvando vidas
Câmara homenageia policiais militares que salvaram jovem no Previsul
Resgate
Bombeiros capturam onça de 100 quilos no quartel do Exército
Direto ao Consumidor
Após manifestação, vereador pede reativação do Mercado Municipal
Concurso
Publicados editais relacionados aos concursos públicos da Sedhast, Sejusp, Iagro e Agraer, e seleção