Menu
quarta, 14 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

MP publica primeira relação de arquivamento em massa de investigações

15 fevereiro 2019 - 08h00Sylma Lima

Apesar das constantes investigações em todos os setores da sociedade em relação a bens, serviços e interesses da sociedade, o número de arquivamento também em grande em apurações em que nada se comprovou, ou foi regularizado a situação ou mesmo com Termo de Ajustamento de Conduta.

Na última terça-feira (12/02) o Conselho Superior da Ministério Público de MS presidida pelo Procurador-Geral de Justiça Humberto de Mattos Brites, publicou relação de 86 investigações arquivadas. São apurações contra Prefeitos, gestores públicos, contra empresários, problemas ambientais, desvio de verbas, nepotismo, e muitas sigilosas que nem se sabe o teor do apurado.

Como exemplo, temos o arquivamento do inquérito civil da 1º Promotoria de Coxim que investigada eventuais irregularidades na recuperação asfáltica e reparos em galeria de drenagem pluvial no Bairro Santa Maria e atos de improbidade administrativo daí decorrentes.

Outro caso foi arquivamento do inquérito civil da Promotoria de Três Lagoas que apurava a eficácia dos mecanismos da Prefeitura Municipal de Três Lagoas para combate a possíveis focos de mosquito da dengue em terrenos baldios.

Até a Assembleia Legislativa foi investigada que apurava “eventual burlo no sistema de ponto da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e supostos funcionários fantasmas.

De Corumbá foi arquivada a investigação da 5º Promotoria que apurava “irregularidade nos registros imobiliários do Lote M , Lote N (metade) e Lote O, todos localizados na rua América, Quadra D, Bairro Dom Bosco, em Corumbá, junto a Prefeitura Municipal, perda de receita com falta de fiscalização e efetivação das cobranças dos tributos municipais, bem como fomentar a comunicação entre o Cartório de Registro de Imóveis e a Prefeitura de Corumbá, em razão da migração eletrônica do Inquérito Civil 060/2013”.

Até o ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal consta na relação. Ainda sobre a conturbada administração por conta da relação de atrito e controvérsias com os vereadores da época. Consta no arquivamento que era investigado na 8º Procuradoria de Justiça Cível o Procedimento Preparatório que tinha como requerente a Câmara Municipal de Campo Grande e requerido Alcides de Jesus Peralta Bernal, e assunto “ Apurar alegada omissão do Poder Executivo Municipal quanto às indagações do Poder Legislativo (Câmara de Vereadores)”.

Os interessados têm prazo de 10 ( dez) dias para recorrer.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
PM prende homens por tráfico de drogas e apreende 83 tabletes de cocaína
GERAL
Azambuja cobra em Brasília reforço de vacinas para 13 municípios de fronteira
GERAL
Vereador pede flexibilização de medidas que restringe atividades de buffets e salões de festas
GERAL
Visitas em presídios de MS continuam suspensas até 26 de abril
ECONOMIA
Câmara aprova Projeto de Lei que institui REFIS para amenizar crise causada pela pandemia
PANDEMIA
Aprovada abertura de crédito adicional para custeio de 10 leitos para tratamento da Covid
GERAL
Calouros da UEMS serão recepcionados por meio de evento virtual
SAÚDE
Corumbá segue com vacinação Antirrábica
INFRAESTRUTURA
Pavimentação da Frei Mariano e recuperação da Pedro de Medeiros é solicitada na Câmara
INTERNACIONAL
Covid-19: variante britânica não causa doença mais grave, diz estudo

Mais Lidas

POLICIAL
PM prende homens por tráfico de drogas e apreende 83 tabletes de cocaína
GERAL
Após briga, jovem é esfaqueado por padrasto no Centro América
MUDANÇA NO CTB
Nova Lei proíbe substituir prisão por pena mais branda em crimes de Trânsito
POLICIAL
Casal é preso após briga no Loteamento Pantanal