Menu
sexta, 19 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Morre filho do cantor Zé Vaqueiro: entenda condição rara que ele enfrentava

09 julho 2024 - 11h14Redação do Capital do Pantanal

O filho mais novo do cantor Zé Vaqueiro e da influenciadora Ingra Soares, Arthur, faleceu aos 11 meses na madrugada desta terça-feira, 09 de julho. A equipe do artista compartilhou a notícia nas redes sociais do cantor.

Cantor e esposa se manifestaram nas redes sociais. Foto: Reprodução 

"Deus sabe de todas as coisas, e decidiu que era hora do nosso Arthur se juntar a Ele e descansar", diz o comunicado oficial do cantor.

Desde o nascimento, Arthur enfrentava a síndrome de Patau, uma condição genética que causa mal formações no sistema nervoso. Em junho ele foi submetido a uma cirurgia de traqueostomia para facilitar a respiração.

De acordo com o Pós PhD em neurociências e especialista em genômica, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, a malformação é causada por uma alteração nos cromossomos do bebê.

O que é a Síndrome de Patau - Trissomia do cromossomo 13?

A trissomia do cromossomo 13, conhecida como Síndrome de Patau, é uma condição genética rara e incurável que causa diversas complicações, incluindo problemas na parede abdominal, entre outras”.

A ‘Síndrome de Patau’ é causada pela presença extra de um cromossomo 13, somando 47 cromossomos em vez dos habituais 46. Quando o trio do cromossomo 13 está separado, a condição é chamada de trissomia livre. Se o cromossomo extra está ligado a outro, é conhecida como trissomia por translocação”.

O tratamento para a doença é focado apenas em aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente por meio de um acompanhamento multidisciplinar. A expectativa de vida dos pacientes em geral não ultrapassa os 10 anos”, ressalta Dr. Fabiano.

Desabafo sobre mães de filhos com síndromes raras

Em maio deste ano, Ingra Soares, a esposa do cantor e mãe de Arthur, havia usado as redes sociais para publicar um desabafo sobre a realidade das mães de crianças com síndromes raras.

Muitas mães que passaram por essa situação de uma gestação de um bebezinho com uma síndrome chegaram lá sem saber que não resistiram, que foi muito difícil, que não tinham respostas sobre o porquê disso ter acontecido".

Desde quando você descobre, o diagnóstico, você precisa ter muita sabedoria, mas até então, no começo, acredito que a gente não consegue ter, porque é uma informação muito impactante. Ela causa um grande impacto na nossa vida, na nossa cabeça, e você passa a tentar entender o que realmente vai acontecer. Você procura todos os métodos para tentar compreender, mas não consegue, porque é algo novo”, afirmou Ingra.

Receba as notícias no seu Whatsapp. Clique aqui para seguir o Canal do Capital do Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Operação conjunta recupera objetos furtados na Igreja Nossa Senhora da Candelária
Participação Popular
Responda a pesquisa que vai deixar o Capital do Pantanal com a sua cara
Mais do que informar, queremos estar presentes na vida dos leitores com pautas que sejam interessantes e importantes para o dia a dia
Oportunidade
Concurso público unificado da Justiça Eleitoral: prazo de inscrição termina hoje (18)
Em Campo Grande
Fazenda da família de Michel Teló é multada por desmatamento ilegal
Consumidor
Preço do etanol sobe média de R$ 0,40 em uma semana no estado
Empreendedorismo
Etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios está com inscrições abertas em MS
Moda
Estilista de MS cria coleção com famosas onças da artista visual Lúcia Martins
Direitos Humanos
Mortes violentas no Brasil diminuem 3,4% em 2023
Educação
Prouni 2º semestre: inscrições começam na próxima terça-feira
Gestão
Economista Cristiane Schmidt assume a presidência da MSGÁS

Mais Lidas

5 mandados
Operação da PF combate tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Corumbá
Últimas 24 horas
Óbito de motociclista em Ladário é destaque no plantão dos Bombeiros
Últimas 24h
Plantão registra facada, agressão física e resgate fluvial no Pantanal
Atualização
Equipes mantém monitoramento nas regiões Maracangalha e Morro do Urucum