Menu
domingo, 24 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 233.960 doses da vacina contra Covid-19

29 junho 2021 - 13h34Portal do Governo de MS

O Governo Federal encaminha nesta semana novo lote com 68.460 doses de vacina contra Covid-19. A remessa é composta por 26.910 da Pfizer e 41.550 da Janssen. O Ministério da Saúde também irá enviar 165.500 doses da Janssen para estudo que irá realizar a imunização em massa de 13 municípios que fazem fronteira com outros países em Mato Grosso do Sul. Ao todo serão 233.960 doses recebidas durante essa semana.

A Secretaria de Estado de Saúde aguarda informações do Ministério da Saúde sobre a data de envio dessas doses.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, destacou que o lote dessa semana é uma conquista de Mato Grosso do Sul. “Vamos avançar cada vez mais com a imunização da nossa população do Estado. As próximas remessas regulares serão distribuídas entre os 66 municipios, enquanto os 13 municípios de fronteira recebem as doses para a realização do Estudo”, explicou.

O novo lote é composto por 26.910 da Pfizer e 41.550 da Janssen. As 68.460 serão distribuídas entre os 66 municípios. A quantidade que cada município irá receber será definida com todas as Secretarias Municipais de Saúde em reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e publicado no Diário Oficial do Estado.

Estudo de vacinação em massa nos 13 municípios de fronteira

O Ministério da Saúde informou que nesta pauta de distribuição irá enviar 165.500 doses da Janssen, equivalente a 5% da reserva técnica, para realização de estudo de efetividade da vacina Janssen  que será realizado em treze municípios da faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul.

O estudo está sendo capitaneado pelo infectologista Júlio Crodda através do grupo VEBRA COVID-19, que tem o apoio da Opas e é composto por diversas instituição, como Fiocruz, UFMS, Stanford university, Yale university, Instituto de Salude Global de Barcelona, Universidade da Florida, entre outras.

O coordenador da pesquisa, Julio Crodda, ressaltou que essas 165.500 doses serão utilizadas para um estudo de extrema importância apoiado pelo  Ministério da Saúde e que essas doses não estavam previstas na distribuição regular da vacina. “Elas virão exclusivamente porque existe uma pesquisa apoiada pelo Ministério da Saúde. Ou seja, são doses adicionais de vacina, principalmente para gerar evidência científica para o Brasil e para o mundo da efetividade da vacina da Janssen para a nova variante Gamma (P1)”, enfatizou.

É necessário que toda a população acima de 18 dessas cidades sejam vacinadas para avaliar o impacto e efetividade da vacina. O número de doses e as cidades escolhidas seguiram critérios técnicos.

Os municípios que vão fazer parte do estudo de vacinação em massa são Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante
Dois turistas são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória no rio Miranda
Alerta
Últimos dias para inscrições em editais da Funarte
Imunização
Quem pode se vacinar contra Covid neste fim de semana
1 hora a menos
Agepan defende o retorno do horário de verão para economia de energia em MS
74 vagas
Concurso público da Sanesul recebe inscrições até 11 de novembro
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19
Orientação
O que fazer para prevenir problemas durante e após temporais
CNH MS Social
Programa de habilitação gratuita já tramita na Assembleia Legislativa
Tempo
Chuva ganha força a partir deste sábado e pode trazer nova tempestade para MS
Precaução
Tradicional Procissão Fluvial é cancelada devido previsão de mal tempo

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19