Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Marun considera situação política de Puccinelli inviável: ‘André não é mais candidato, é uma perseguição’

03 agosto 2018 - 09h42Página Brazil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB) afirmou que após a prisão do ex-governador André Puccineli, as eleições de Mato Grosso do Sul estão maculadas por perseguição judiciário, ao até então pré-candidato do partido. Para ele, “[a justiça] já interferiu no processo eleitoral. o André não é mais candidato. As nossas alianças já se foram e todo mundo batendo palma como se nada tivesse acontecido”. As declarações foram feitas na manhã desta sexta-feira (03) em entrevistas para o reportagem do Página Brazil e rádio Capital 95 FM.

Defensor ferrenho do governo e partido em nível nacional, não poderia ser diferente no âmbito regional. Contundente, Marun reforçou a inocência de Puccinelli e o erro das decisões judiciais que o acusaram. “É absurda a decisão que mantém hoje o André preso, dividindo cela com mais de 20 pessoas”. E justificou salientando a vida sem luxos que o ex-governador tinha e por isso não poderia possuir algo ilícito no apartamento investigado. “O André mora no mesmo apartamento há 30 anos. Apartamento humilde, que não tem espaço para guardar suas coisas. Encontraram o que dentro desse quitinete? O que André poderia estar escondendo dentro desse quitinete, meu deus”.

“O ANDRÉ É UM RISCO PARA SOCIEDADE? POR QUE ESSA PRISÃO PREVENTIVA?”

MDB nas eleições de MS

O discurso de Carlos Marun focou na interferência equivocada da justiça no processo eleitoral. Ao comentar a situação do partido após a prisão de Puccinelli, o ministro relatou a perda de força, projeto e parcerias. “O MDB vive um momento difícil. Nossa candidata é a Simone Tebet. Ela está preparada, é um grande quadro, mas obviamente não discutiu alianças, temos uma campanha curto. É uma situação extremamente difícil”.

“As eleições de Mato Grosso do Sul deveriam ser adiadas”, afirmou o ministro, que a todo momento remetia a uma intromissão judicial ilícita na vida política de Puccinelli. Na noite de ontem (02), representantes do MDB reuniram-se na residência do senador Waldemir Moka para rearticular um projeto de campanha e governo com Simone Tebet após os ocorridos. “Ela está preocupada e o partido está preocupado”.

“ELE NÃO É MAIS CANDIDATO. PORQUE NÃO CONFIA MAIS NO PROCESSO”

Prisão de André

O ex-governador foi preso preventivamente na manhã do dia 20 de julho e encaminhado ao Centro de Triagem Anízio Lima, localizado no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste. André Puccinelli Júnior, filho do ex-chefe do Executivo também sofreu o mesmo processo do pai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19