Menu
segunda, 18 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Mais de mil mortes por Covid-19 foram de pacientes com obesidade em MS

25 maio 2021 - 08h43Portal do Governo de MS

Levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) mostra que 1.096 pessoas que perderam suas vidas devido a covid-19 tinham obesidade. Isto representa 16,9% dos óbitos pela doença em Mato Grosso do Sul. Esta comorbidade só fica atrás das doenças cardíacas, diabetes e hipertensão, entre as vítimas fatais.

Durante a pandemia os especialistas em saúde pública constataram que a obesidade era um fator de risco aos pacientes contaminados com a covid-19 e passou a gerar preocupação nas autoridades, que reforçaram a necessidade de manter a alimentação saudável e a realização de atividades físicas.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, na segunda-feira (24), já são 6.492 mortes de pacientes devido a covid no Estado, o que mostra uma taxa de letalidade de 2,3%. Deste grupo, 44,6% dos pacientes possuíam doenças cardiovasculares (2.897), 33,7% diabetes (2.190), 30,8% tinham hipertensão arterial sistêmica (2.000) e logo depois aparece a obesidade (1.096), que são 16,9%.

Em seguida aparecem outras comorbidades como doença respiratória crônica (711), que representa 11% das mortes, depois 7,6% são de doentes renais crônicos (493). Ainda aparecem na lista pacientes com imunodeficiência/imunodepressão (6,9%), doença neurológica crônica (6,3%), doença hepática crônica (1,4%) e síndrome de down (0,2%).

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, reforça que o Estado tem feito os investimentos e adotado as medidas para combater a disseminação do vírus, mas é necessário que a população faça sua parte, evitando aglomerações, usando máscara e mantendo o distanciamento social e medidas de higienização.

Vacinação

Mato Grosso do Sul continua na liderança do ranking de vacinação no Brasil, com 25,49% da população já tendo acesso a primeira dose, o que representa 716.007 pessoas. O Estado está nas primeiras colocações desde o início da imunização no País.

Também é destaque nacional na distribuição dos imunizantes, que ao chegar em território sul-mato-grossense é distribuído aos 79 municípios em menos de 12 horas, com uma logística ágil e eficiente, colaborando para que os prefeitos já deem continuidade ao processo de vacinação.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que ao ampliar o número de vacinações, a tendência é reduzir o número de contaminados com o vírus. “Por isso precisamos aumentar a vacinação no País, se vier volume expressivo de doses iremos avançar no Estado, sendo hoje um dos primeiros colocados. Isto é um orgulho para nós e mostra a sintonia com as equipes de saúde dos municípios”.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Reunião com prefeito
Energisa promete 'fim do apagão' em bairros de Campo Grande até quarta
Impressionante
Moto Titan com débitos de R$ 107 mil é aprendida em blitz do Detran-MS no fim de semana
Prevenção
Atendimento noturno para coleta de exame preventivo vai até 29 de outubro
Educação
IFMS prorroga novamente inscrições para ensino técnico integrado
Golpe no Centro
Casal é preso com mais de R$ 2 mil em notas falsificadas
Confronto
Dois dos presos em briga na parte alta estavam feridos por pedradas e garrafadas
Prisão
Homem é preso após invadir e roubar escola no centro
Serviço
Veículos com placa final 0 tem até dia 31 para quitar licenciamento
Crime
Motorista de aplicativo é sequestrada e tem carro roubado; dois dos assaltantes foram presos
Capital e Chapadão do Sul
SAD divulga abertura de Processo Seletivo da Agepan

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá