Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Mais de 71 mil litros de água já foram utilizados no combate às queimadas no Pantanal

29 julho 2020 - 07h42Redação

A Operação Pantanal, deflagrada pelo Ministério da Defesa no último sábado (25), em apoio ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul (MS), está no quarto dia de combate da maior queimada das últimas duas décadas na região. Estimativa da Marinha do Brasil, aponta que mais de 71 mil litros de água já dispensados sobre os focos, que ainda resistem as ações diárias.

O Centro de Coordenação da Operação é conduzido pelo Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), em Ladário, e conta com esforços da Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB), Força Aérea Brasileira (FAB), Corpo de Bombeiros de MS, Ibama/Prevfogo e Polícia Militar Ambiental (PMA).

As ações de apoio contam com mais de 320 profissionais, entre militares, brigadistas e civis, e com o emprego de cinco aeronaves: Super Cougar (UH-15) e Esquilo (UH-12), da MB; Pantera (HM-1), do EB; Blackhalk (H60) e Hércules (C-130), da FAB. As aeronaves são empregadas em voos de reconhecimento, transporte de militares/brigadistas e lançamentos de água.

Em quatro dias, as aeronaves Esquilo e Super Cougar realizaram 66 investidas com o bambi bucket, tipo de bolsa localizada na parte externa da aeronave capaz de transportar água até o foco de incêndio. O Hércules, avião cargueiro capaz de despejar até 12 mil litros de água em cada sobrevoo, já fez quatro lançamentos em dois dias. O total de água despejada pelas três aeronaves nos focos de incêndio foi de aproximadamente 71 mil litros.

Brigadistas e Bombeiros são levadas de helicóptero para atuar por terra, em áreas de difícil acesso. Foto: Marinha do Brasil 

As aeronaves Pantera e Blackhalk estão sendo empregadas no transporte de pessoal para as áreas mais afetadas, entre elas, região do Jatobazinho, Castelo e Serra do Amolar.

De janeiro a julho deste ano, as queimadas já consumiram cerca de 780 mil hectares na região do Pantanal. Somente neste mês, mais de 180 mil hectares já foram devastados pelo fogo, o que mantém o município de Corumbá na liderança dos focos de calor em Mato Grosso do Sul.

Ações previstas para esta quarta-feira (29):

  • Sobrevoo feito pela aeronave Esquilo pela manhã para reconhecimento de áreas afetadas próximas ao Paraguai Mirim, Castelo e Amolar. Em seguida, dois lançamentos de 12 mil litros de água cada, pela aeronave Hércules em focos de incêndio na região próxima ao Paraguai Mirim;
  • Transporte de militares e brigadistas feito pelas aeronaves Pantera e Blackhalk, para combater às queimadas em terra, em áreas afetadas próximas ao Paraguai Mirim, Castelo e Amolar;
  • Ainda pela manhã, lançamento de água com o bambi bucket pelo Cougar e Esquilo em áreas próximas ao Paraguai Mirim, Castelo e Amolar;
  • À tarde, outro lançamento de água pela aeronave Hércules (12 mil litros de água) em focos de incêndio na região próxima ao Paraguai Mirim.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá