Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Mais 24 horas de bloqueios podem causar falta de combustíveis em MS, avisa Sinpetro

09 setembro 2021 - 13h29MídiaMax

O Sinpetro-MS (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) afirmou que há risco de racionamento de combustível nos postos do Estado, caso os bloqueios dos caminhoneiros persistam por mais 24 horas. 

A avaliação é feita pelo diretor técnico da entidade, Edson Lazarotto, que monitora a situação. "Se persistir [a manifestação] até amanhã, pode ocasionar restrição de combustíveis, mas não falta igual houve em 2018", declarou ao Jornal Midiamax. 

Conforme Lazarotto, esse racionamento iria afetar, inicialmente, os postos de combustíveis. "Seria uma redução de pedidos, por exemplo, o posto pede 10 [caminhões-tanque] e a distribuidora manda apenas 5, para ninguém ficar sem", explica. 

Então, o diretor do Sinpetro afirmou que não é necessário se preocupar com falta de combustíveis. "As distribuidoras ainda estão com armazenamento normal de combustíveis. Não há necessidade de encher o tanque, está fora de cogitação [acabar combustível nos postos]", pontuou. 

No entanto, responsáveis por postos de combustível relatam aumento na demanda desde ontem, quando foram anunciados os bloqueios nas estradas de MS. Frotas empresariais, principalmente, já estão enchendo os tanques e fazendo estoques.  

Bloqueios em MS 

Manifestação de caminhoneiros que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ganha corpo e já tem bloqueios em 4 pontos de rodovias em Mato Grosso do Sul na manhã desta quinta-feira (9). Os motoristas também se posicionam contra ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). 

Os 4 pontos interditados pelos caminhoneiros em MS são: 

  • MS-306 - Cassilândia - rodovia bloqueada entre Cassilândia e Paranaíba 
  • BR-158 - Paranaíba - km 91: 100 manifestantes bloqueiam ponto — sem previsão de liberação 
  • BR-163 - Eldorado, km 38 - interdição parcial, com liberação de pista a cada 30 minutos 
  • BR-163 - Naviraí, km 117 - interdição total 

A Justiça Federal concedeu decisão liminar determinando o desbloqueio imediato na BR-163 em Mato Grosso do Sul. 

Conforme a PRF, a instituição já está de posse da liminar, que determina multa de R$ 10 mil por dia, caso a BR-163 continue interditada. A multa pode ser aplicada ao CNPJ ou CPF dos organizadores.  

"Estamos solicitando, também, à Justiça Federal, liminar semelhante para as demais rodovias federais do Estado", informou a assessoria de imprensa da PRF. 

Além de MS, pelo menos outros 10 estados registram pontos de bloqueios de caminhoneiros bolsonaristas: SP, RJ, BA, GO, MA, MG, PA, RS, SC e TO. Em vários pontos, os manifestantes liberam a passagem de carros pequenos e veículos de emergência. 

Apesar do apoio ao presidente, os caminhoneiros continuam com os protestos mesmo após Bolsonaro gravar um áudio pedindo para que os manifestantes encerrem o movimento, pois "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres". 

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aviso
Bombeiros disponibilizam telefone fixo devido problemas técnicos na linha 193
Imunização
Veja quem pode se vacinar contra Covid em Corumbá nos próximos dias
Acidente
Rapaz sofre fraturas após ser atropelado na saída da quermesse em Ladário
R$ 350 mil
Bia Cavassa entrega duas viaturas semiblindadas à PRF
Transtornos
Quase 1 milhão de raios atingiram MS neste fim de semana
Procurados
Membros do PCC presos na fronteira com MS são entregues à polícia brasileira
Eldorado
Tempestade derruba fios elétricos e 51 animais morrem eletrocutados em fazenda
Até 4 de Novembro
IFMS segue com inscrições abertas para cursos subsequentes e Proeja
Mundo Novo
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de arma de grosso calibre
Meio Ambiente
Semana do Lixo Zero com coleta de vidros e entrega de medicamentos vencidos começa hoje em Corumbá

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19