Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Lula decide não se entregar para fazer da prisão um ato político, dizem analistas

06 abril 2018 - 16h12Midiamax

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantém até o momento, a decisão de não se entregar voluntariamente à Polícia Federal, em Curitiba (PR). Lula está na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), onde passou a noite. De acordo com reportagem do Correio Braziliense, a expectativa é que ele permaneça lá durante todo o dia.

O ex-presidente do Partido do Trabalhadores Rui Falcão, também confirmou a informação. Ele disse na manhã desta sexta-feira (6) ao Estadão que o ex-presidente não irá se entregar à Polícia Federal. A declaração de Falcão foi dada ao chegar à sede do Sindicato dos Metalúrgicos.

O despacho do juiz Sergio Moro, que determinou a prisão do ex-presidente, o concedeu ao ex-presidente Lula a possibilidade de se entregar voluntariamente, dando, para isso, o prazo de 17h desta sexta-feira. Segundo informações do Estadão, no Sindicato dos Metalúrgicos aumenta, com o passar das horas, o número de militantes e membros de movimentos sociais ligados ao PT concentrados dentro e fora da sede.

Pouco depois das 9h, chegou uma comitiva do Central dos Movimentos Sociais com cerca de 50 pessoas portando bandeiras, cartazes e gritando palavras de ordem em apoio ao ex-presidente.

Analistas fazem previsões

A reportagem do Correio, indica que o ex-presidente montou uma estratégia para transformar sua prisão em um grande fato político. Analistas apontam que o petista teria combinado de manter uma equipe de fotógrafos para que toda a ação da Polícia Federal seja registrada.

Lula também teria avisado aos mais próximos que ficará o tempo que for necessário na prisão e não quer saber de tornozeleira. Na cadeia, registrará todos os detalhes do seu dia a dia, repassando as informações a assessores. Lula, segundo o Correio, definiu que vai registrar oficialmente a candidatura ao Palácio do Planalto. E terá como vice Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo.

Caso o TSE (Superior Tribunal Eleitoral) negue o registro da candidatura, Lula lançará Haddad como cabeça de chapa. Lula já consultou seus aliados mais próximos. Muitos veem a estratégia com ressalvas, mas estão dispostos a dar o suporte necessário para que o ex-presidente consiga atingir seus objetivos. Colocar a PF em uma saia justa e tirar proveito político da prisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Justiça do Trabalho leva sinal de internet para guatós que vivem isolados no Pantanal
SAÚDE
Vacinação contra a covid-19 já teve início em quase todo o país
CLIMA
Chuva forte e volumosa e temporais em SC, no PR, em MS e em SP
CULTURA
Sesc Corumbá abre inscrições para cursos de música, dança e pintura à distância
POLICIAL
Empresário de MS é preso durante Operação da Polícia Civil contra crime organizado
SAÚDE
Servidora há 30 anos, Vitória aplicou primeiras doses da vacina contra COVID-19 em Corumbá
COVID-19
MS ultrapassa a marca de 2,7 mil mortes e 152 mil casos confirmados de coronavírus
PRIMEIROS IMUNIZADOS
Corumbá e Ladário já tem os primeiros imunizados contra a Covid-19
GERAL
Casa tem princípio de incêndio após vela de altar derreter
GERAL
Corpo de Bombeiro captura jacaré que estava andando na rua em Ladário

Mais Lidas

GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves
EMPREGO
Mato Grosso do Sul começa semana com 2.394 vagas de emprego