Menu
sábado, 18 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Luciano Costa requer informações sobre o cronograma de combate ao mosquito da dengue em Corumbá

Entre uma das propostas de Luciano Costa, é que a secretaria promova os constantes "Mutirão da Limpeza" no município como forma de combate à dengue

15 dezembro 2020 - 15h42Assessoria

Preocupado com o período de chuvas nas próximas semanas, o vereador Luciano Costa (PSDB), solicita informações à Secretaria de Saúde de Corumbá, um cronograma das ações da Vigilância Epidemiológica Municipal no combate ao mosquito Aedes aegypti, da chikungunya e do zika vírus, em conjunto com as providências que estão sendo tomadas para o controle efetivo de possíveis criadouros no município.

Luciano considera ser de extrema importância que o Poder Legislativo também seja informado desse calendário das atividades já realizadas e as novas linhas de enfrentamento, quais os locais de maior incidência, quantos profissionais compõe a equipe de combate ao mosquito e as medidas punitivas aos proprietários de imóveis abandonados na cidade, campanhas de informação a população, entre outras informações.

Entre uma das propostas de Luciano Costa, é que a secretaria promova os constantes “Mutirão da Limpeza” no município como forma de combate à dengue, para a retirada de lixo, entulhos e descartes, para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Para o edil, devido ao alto índice de infestação no município no ano de 2020, a limpeza é imprescindível. Nos locais em que forem encontradas larvas em meio ao lixo e inservíveis, os proprietários devem ser notificados e autuados, pois trata-se de uma doença séria e que pode levar à morte, alerta.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde divulgado no dia 9 de dezembro, a incidência dos casos notificados de Dengue em Corumbá é alta, houve 4.088 notificações, sendo 2.044 casos confirmados, portanto, a metade das notificações com quatro óbitos, em Campo Grande foram 7 mortes. Mato Grosso do Sul é o segundo dos 27 estados em maior número de notificações e incidência dos casos notificados de dengue do país.

Para Luciano, “a falta de limpeza em terrenos baldios abandonados possibilita a proliferação do mosquito Aedes aegypti, por isso, a limpeza se faz necessária para evitar a proliferação do inseto transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela, além da consciência da população em fazer a devida e preventiva limpeza de suas residências, a responsabilidade é de todos”, destaca.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa
Auditoria
Brechas favorecem corrupção em mais de 90% das organizações públicas de MS, revela TCU
Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
Limpeza
Centro e Aeroporto recebem mutirão da dengue
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Imunização
Veja quem pode se vacinar nesta sexta (17) em Corumbá
PMA
Usina é multada em quase R$ 2 milhões por incêndio em áreas protegidas por lei
Cursos Grátis
Confira programação das carretas do Cidade Empreendedora em Corumbá
Repasses
MEC lança Painel de Investimentos em Educação Básica

Mais Lidas

"Branca Pura"
Operação apreende 47 quilos de cocaína; carga é avaliada em R$ 650 mil
Criminoso
Polícia investiga incêndio na ponte do Saran na Estrada Parque
Bodoquena
Assentamento é multado em R$ 60 mil por incêndio no Pantanal
Campo Grande
Tesouro Nacional reprova administração do prefeito Marquinhos Trad e secretário