Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021
Andorinha Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Integrante do PCC é preso durante operação conjunta em Corumbá

28 agosto 2020 - 12h22Gesiane Sousa com informações do MPMS

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), representado pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), com o apoio do Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, por meio dos Batalhões de Choque e Bope, do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e do policiamento especializado da Capital, e também com o apoio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (28/8), a Operação “Regresso”.

As equipes cumprem 88 mandados de prisão preventiva e 34 mandados de busca e apreensão, em quatro cidades do Estado: Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá. Expedidos pelo Juízo da 7ª Vara Criminal da Capital, mandados são resposta a investigação com foco em ações criminosas praticadas pelo Primeiro Comando da Capital (PCC).

Em Corumbá, um homem foi preso, acusado de integrar a facção criminosa PCC. Em Dourados, cinco foram presos e em Três Lagoas, o alvo não foi localizado. Em Campo Grande, onde 19 foram presos e sete não foram encontrados pela polícia, o principal alvo da operação, conhecido por "G7", terminou morrendo em confronto com as equipes do Bope no momento do cumprimento do mandado de prisão.

Cleiton, o "G7", já foi apontado como mediador de um dos tribunais do crime. Foto: Reprodução Redes Sociais

Cleiton dos Santos Medeiros, de 30 anos, conhecido por "G7" ocupava a função de “Sintonia da Geral do Progresso”, em Mato Grosso do Sul, setor esse responsável pelo gerenciamento das atividades criminosas que geram lucro ao Primeiro Comando da Capital. No decorrer da investigação, apurou-se seu envolvimento com crimes de homicídio, roubo, tráfico de drogas e armas.

Além dos 88 mandados de prisão preventiva cumpridos nesta data, durante o período de investigação, que durou cerca de um ano e três meses, foram presas em flagrante outras 22 pessoas por tráfico de drogas e apreendidos, aproximadamente, 150 kg de cocaína e 370 kg de maconha, além de armas de fogo e veículos utilizados pela organização criminosa.

A ação de hoje contou com a participação de 180 policiais e de agentes penitenciários estaduais, os quais deram cumprimento aos mandados de prisão a membros da facção que foram alvos por praticarem crimes de dentro dos presídios.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Crescimento
MS tem 37,9 mil trabalhadores formais a mais que antes da pandemia
Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Meio Ambiente
Sanesul é cobrada para eliminar descarte de lodo na região do Porto Geral
Benefício
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário
Infraestrutura
Recuperação de galeria no bairro cervejaria é urgente
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em queda acidental
Inédito
Bonito recebe primeiro voo em conexão direta com Congonhas nesta quinta-feira (02)
Habitação
Decreto regulamenta projeto Lote Urbanizado e cria novas regras e prazos
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos
Jovens Empreendedores
Alunos de Escolas Municipais de Porto Murtinho expõem produtos desenvolvidos em sala

Mais Lidas

Alerta
Estudantes de medicina denunciam faculdade boliviana por aulas presenciais com casos de Covid
Desdobramentos
Universidade de medicina na Bolívia responde denúncia e concede exame virtual
Farsa
Bolivianos são presos ao tentavam ir para a Europa com documentos paraguaios
Cidade
Briga de casal termina com marido ferido por faca