Menu
domingo, 13 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Instituto se prepara para 14º Moinho in Concert em formato diferente este ano

23 novembro 2020 - 11h30Assessoria de Imprensa

Os bastidores do grande do encerramento anual das atividades do Instituto Moinho Cultural Sul-Americano estão um pouco diferentes. O que seria os preparativos para um espetáculo presencial no próprio espaço da instituição, em Corumbá-MS, este ano toda a equipe se antecipa para a gravação do que será um Programa Especial transmitido em TV aberta. Em sua décima quarta edição, o espetáculo Moinho in Concert terá como tema O Saber Pantaneiro.

 

Permeando a história dos 101 anos de Agripino Soares, o programa abordará as dores e alegrias do povo pantaneiro. Como exemplo, as queimadas que o Pantanal sofreu durante esse ano, a pandemia e a alegria do seu legado deixado, como a dança do Siriri e da música do Cururu. Esta história será contada nos moldes do Moinho In Concert, com Orquestra, Ballet, Folclore e depoimentos.

 

As gravações estão sendo realizadas pelo Núcleo de Tecnologia do Moinho, e a finalização do programa será feito pela equipe da afiliada da Rede Globo, parceira da instituição, TV Morena. O programa irá ao ar no dia 26 de dezembro e depois ficará disponível no canal do youtube da instituição.

 

O Moinho conta com o patrocínio master da Vale, patrocínio do Itaú Social, Hinove, VISA, BTGPactual, BRINKS, parceria J.Macêdo, SESC, apoio Ambev Voa, Cielo, parceria institucional Prefeitura de Corumbá, Prefeitura de Ladário, Prefeitura de Puerto Suárez, Prefeita de Puerto Quijarro, Instituto Homem Pantaneiro, IFMS, UFMS e Acaia Pantanal.

 

Sobre o Instituto

Localizado em Corumbá-MS, há 16 anos o Instituto Moinho Cultural Sul-Americano transforma vidas. São ofertadas para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social, aulas de ballet e música clássica, dança contemporânea, tecnologia e informática, apoio escolar e grupo de convivência e fortalecimento de vínculos.

 

O Moinho também beneficia crianças e jovens do município de Ladário e das cidades bolivianas Puerto Suarez e Puerto Quijarro, o que possibilita um importante intercâmbio cultural.

 

 

 

Retrospectiva 2020 – por Márcia Rolon, Diretora Executiva do Moinho Cultural

O ano de 2020 começou lindo, com uma energia maravilhosa, porém veio a pandemia e ‘ficamos à beira de um abismo’, sem saber muito o que iríamos fazer, quanto tempo iria durar. Por 15 dias nós ficamos parados, atentos e sem ação nenhuma. Depois disso tivemos que virar o jogo. Buscamos tecnologia, buscamos nos animar e foi excelente.

 

Foi um ano de muito aprendizado, aprendemos muito com a tecnologia, aprendemos dar ballet com a tecnologia, dar aula de música e para o núcleo gestor do moinho foi excelente pois conseguimos fechar a sistematização da metodologia do Moinho Cultural. Finalizamos o programa Voa da Ambev e também entramos para o programa BTG Soma, todos voltados para a gestão. Algo que era bem difícil de fazer, que há anos nós planejávamos finalizar, mas não tínhamos tempo, e que com a pandemia conseguimos nos dedicar melhor a tudo isso.

 

Também foi um ano de muita dor, muitas perdas no planeta como um todo. Muitas crianças não conseguiram entrar no que eu chamo desse grande aquário que é uma tela virtual, outras não se sentiram bem, muitas não conseguiram acesso, pois Corumbá tem uma dificuldade em algumas regiões para pegar internet. As crianças tinham também o Moinho como um lugar de encontro, um lugar de troca, de aprendizado, abraços. Isso acabou com o distanciamento social.

Foi ruim para crianças, familiares e colaboradores, nós chegamos a contratar uma psicóloga que está fazendo um belíssimo trabalho para que possamos reestabelecer o nosso emocional e vir ao encontro de 2021.

 

2020 foi de ganhos e perdas, com muita dor, mas conseguimos nos mover, estamos trabalhando e temos alguns resultados interessantes. Nós ampliamos o intercâmbio com a Companhia de Dança do Pantanal, ampliamos com a Orquestra Sinfônica Brasileira - OSB, Orquestra Ouro Preto OOP e vivenciamos algumas aulas com a Orquestra Filarmônica de Minas, dentro do Programa Vale Música.

 

Eu acredito que se fosse um ano normal, teria muito custo e poucos conseguiram fazer esses intercâmbios, essas viagens. A tecnologia contribuiu muito para o caminhar de aprendizado e as crianças que conseguiram efetivamente estar nas aulas perceberam que o ano valeu a pena.

 

Além das dores, houve aprendizado. Realizamos o recital de violinos junto com a professora Melissa e vamos realizar o Moinho in Concert. Muitas dificuldades, porém, estamos certos que entregaremos o nosso produto. Produto mais que especial, onde toda a população e todos os envolvidos aguardam.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
Ação Policial entre as Polícias Civis de SP e do MS resultam na apreensão de 107 quilos de droga
TEMPO
Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados
TEMPO
Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados
CORONAVÍRUS
Detran-MS suspende atendimento presencial em 43 cidades com bandeira cinza
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Ceac
POLICIAL
PM prende homem por invasão de domicílio no Popular Nova
GERAL
Presidente da Cassems faz alerta sobre o crescente número de casos de Covid-19 em MS
POLICIAL
Menina de 11 anos com DST diz ter sido estuprada pelo avô
GERAL
Com nova deliberação do Prosseguir, Governo restringe atendimento presencial em alguns setores
CORONAVÍRUS
Saúde atende pedido da Assomasul e prorroga início da reclassificação de risco do Prosseguir

Mais Lidas

POLICIAL
Ação Policial entre as Polícias Civis de SP e do MS resultam na apreensão de 107 quilos de droga
CORONAVÍRUS
Detran-MS suspende atendimento presencial em 43 cidades com bandeira cinza
TEMPO
Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados
TEMPO
Tempo contribui para clima agradável com sol e friozinho no dia dos namorados