Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Índices de criminalidade apresentam queda de até 30% no Estado

16 julho 2021 - 10h04Redação

Dados divulgados essa semana pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), mostram que Mato Grosso do Sul está mais seguro. Isso porque os seis principais índices de criminalidade sofreram queda de até 30%. O Governo acarreta o bom desempenho na segurança pública a investimentos em estrutura e capacitação dos policiais e agentes. 

Nos primeiros 6 meses de 2021 houve queda, em todo o Estado, nos homicídios (-2,8%), roubos (20,2%), roubo seguido de morte (-30%), roubo em via pública (-22,5%), roubo a comércios (-18,9%) e nos furtos de veículos (-17,8%). 

Menos feminicídios 

Em Campo Grande houve queda expressiva em 8 índices criminais. A maior queda, de -85,7%, foi registrada nos feminicídios, com o registro de 1 caso de janeiro a junho deste ano, contra 7 do mesmo período do ano passado. 

Para a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), delegada Fernanda Félix, em 2020, início da Pandemia de Coronavírus, uma série de situações contribuíram para a subnotificação e aumento de crimes graves contra as mulheres, incluindo o feminicídio. “O aumento do desemprego com a crise econômica, o fechamento das escolas e o acesso a outras vivências são algumas das questões que impactam a dinâmica de vida das mulheres na pandemia e acabam por afastá-las das redes de proteção”, afirma. 

Mas, segundo a titular da Deam, em 2021 o cenário mudou. Ela acredita que o cotidiano das mulheres tende a se restabelecer e a notificação de crimes menos violentos na escalada da violência doméstica tem evitado que 2021 repita a pandemia de letalidade das mulheres, como aconteceu em MS em 2020. “Acreditamos que o encorajamento das mulheres em não permitir evolução criminosa, está salvando vidas”, diz Felix. 

Quedas também na Capital 

Na Capital caíram também os roubos (-22,5%), os roubos seguidos de morte (-50%), roubos a comércios (-23,5%), roubos em vias urbanas (-23,4%), homicídios culposos no trânsito (-18,5%) e os homicídios dolosos (-11,7%). 

Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, a queda dos índices criminais é resultado dos investimentos, da integração e inteligência. “A integração das forças de segurança, a estruturação da inteligência, permitem ações mais efetivas das nossas polícias. Aliado a isso temos os investimentos estaduais e federais, em novas viaturas, melhores armamentos, softwares, capacitação, contratação de mais efetivos para as polícias, que contribuem para esses resultados que estamos vendo”, pontua. 

Recorde de apreensões de drogas 

Enquanto os índices criminais caíram, em todo o estado aumentaram as apreensões de drogas.  De 1º de janeiro a 13 de julho, sozinhas, as forças de segurança estaduais apreenderam mais de 422 toneladas de drogas em Mato Grosso do Sul. Quase 100 toneladas a mais que o mesmo período do ano passado, quando foram tiradas de circulação pouco mais de 324 toneladas de entorpecentes. 

Em um comparativo com o ano de 2019, o volume de drogas apreendidas em Mato Grosso do Sul mais que dobrou. Naquele ano, as polícias de Mato Grosso do Sul apreenderam um total de 199,8 toneladas de drogas. 

Do total de drogas apreendidas neste ano, 408,8 toneladas foram interceptadas no interior do Estado, principalmente na região de fronteira. “Estamos empenhados no combate ao tráfico e isso reflete não só para o Estado, mas para o país, uma vez que impedimos que drogas cheguem aos grandes centros brasileiros, provocando impactos na segurança pública e nas famílias”, afirma o comandante da Polícia Militar Rodoviária Estadual, coronel Wilmar Fernandes, responsável pela maior apreensão de drogas da história do Brasil, 36,5 toneladas, realizada na semana passada. 

Com informações do Portal do Governo

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo